quarta-feira, maio 23

: «Porque não compras um carro?»


Se eu ganhasse uma moedinha por cada vez que me perguntam isto já tinha dinheiro para comprar um ferrari, no mínimo. Eu faço praticamente tudo de transportes públicos: vou trabalhar, vou ao médico, vou às aulas de música e até já cheguei a ir às compras. Os horários nem sempre são os melhores - claro que tenho de admitir - mas consigo fazer tudo o que quero usando comboio/autocarro/metro. É raro o autocarro falhar ou chegar atrasado e elimino logo uma das grandes preocupações da sociedade atual: estacionar. 

Quando sabem que ando de autocarro dizem sempre: "Então mas tens que tirar a carta". E ficam confusos quando digo que já a tenho. Pior, que até gosto de conduzir. Confesso que agora tenho algum receio porque já não o faço a algum tempo mas adoro a sensação de conduzir um carro. Dizem-me logo que então tenho que comprar um carro para mim e que um dia com um filho me vai dar jeito. E eu torço o nariz... Então como fazem tantas pessoas que não têm carro ou não têm carta? Hum... Um mistério.

Eu sou fã dos transportes públicos por vários motivos. Principalmente porque fica mais em conta. Pago 37€ por mês e posso andar todos os dias, as vezes que eu quiser, em toda a rede da empresa de autocarros à qual pertence o passe. O David sempre que atesta o carro é só o dobro. Fora o desgaste das peças, as revisões, o selo, o seguro, a inspeção... Estão a perceber onde quero chegar, certo? Já há um carro cá em casa e chega perfeitamente para a vida que temos. Eu oriento-me bem de transportes e até hoje não me vi presa em momento nenhum. Posso demorar a chegar aos sítios mas chego, nem que seja a pé. O importante é chegar!!

segunda-feira, maio 21

: Até já, que me vou...


O Sr. Crocodilo vai voltar a Vila Nova de Milfontes e ser muito feliz!