Mensagens

: Estou apaixonada...

Imagem
... pelo conceito que este grupo nos apresenta. Pegam em músicas modernas e conseguem transformá-las em músicas que ouvíriamos, tipicamente, numa jukebox. Encontrei o vídeo abaixo por um mero acaso e foi paixão à primeira audição! Já ouvi quase todas as covers que eles fizeram e tenho bastantes no meu ipod. Para além dos brilhantes músicos que dão um toque mágico às canções sabem escolher os cantores na perfeição, assentando que nem uma luva ao projeto! São, sem dúvida nenhuma, a minha mais recente crush musical. 

Deixo-vos aqui o canal do youtube deste grupo para que possam deliciar-se!

: Um amor de quatro patas!

Imagem
Não consegui evitar apaixonar-me. Pela respiração típica, pelas orelhas de morcego, pelos beijinhos intermináveis. Apaixonei-me até pela forma tonta como ele brinca. Muita gente nos diz que é só um cão. E é, nós sabemos que é. Mas tem uma personalidade tão engraçada e já tão forte que iremos tratá-lo como se fosse um membro da família. Porque também o é e esse laço torna-se inquebrável. Sempre será, aconteça o que acontecer. Dorme na sua cama perto de nós, no quarto. Come quando nós comemos. Damos passeios a três. Tiramos fotos, filmamos as palhaçadas, brincamos juntos. Tornámo-nos mais felizes desde que ele chegou. Tornámo-nos numa família maior, desde que o patudo veio para alegrar esta casa. Agora que o tenho por cá, não consigo perceber como estive tanto tempo sem um amigo de quatro patas por perto. Está connosco há quinze dias e eu já me apaixonei perdidamente. Ele roubou-me um pedaço do coração e este irá sempre pertencer-lhe. Porque, para nós, não é só um cão. É o nosso melhor …

: Na viagem que é a vida.

Imagem
Sempre quisemos viver a vida como o coração mandava. Saíamos de casa e percorríamos a estrada, sem destino definido. Sem preocupações. Vivíamos o verão como se fosse a última vez que víssemos os lugares pelos quais passávamos. Olhávamos um para o outro, de sorriso no rosto, deixando que as escolhas repentinas fizessem o nosso futuro. Éramos o maior cliché de amor que já alguém tinha visto. Mas depois a realidade bateu-nos à porta. Deixámos de ser jovens. As responsabilidades fizeram com que os verões se tornassem mais curtos, menos saborosos. Queríamos mais, sempre mais. Mas esse mais fugia sempre. Nós acabámos por fugir um do outro, mesmo que o amor teimasse em grita que ficássemos juntos. Os caminhos afastaram-se e as viagens - que nos pareciam sem fim - terminaram. Agora que revejo fotos de tempos idos tenho saudades. Saudades de ti. Saudades de ser jovem. Saudades do tempo em que a minha única preocupação era que o sol se punha demasiado cedo, para todas as aventuras que queríamos…

: Home Sweet Home #3

Imagem
Gosto de cores clean nas paredes para depois poder contrastar com uma decoração mais colorida. Mas gosto, em simultâneo, de ver divisões de um branco imaculado. Cá por casa não o fiz porque o David detesta ver uma divisão toda em branco. Daí termos arranjado um meio termo para decorarmos o nosso lar.

Gosto de apontamentos simples que façam a diferença, de pormenores que sejam a nossa cara e que façam alguém dizer esta casa está mesmo ao vosso estilo. Gosto de entrar em casa e ter um ambiente acolhedor para poder relaxar no fim de um dia de trabalho. Gosto, especialmente, de ter a casa arejada e ampla, para que possa usufruir de todo o seu espaço. Ficam aqui algumas imagens de divisões que eu não me importava nada que fossem minhas!!

: Cada macaco no seu galho!

Imagem
Eu não sou seguidora de nenhuma religião. Mas também não critico quem se identifica com qualquer uma delas. Simplesmente não consigo acreditar num suposto deus ou numa outra qualquer entidade. Prefiro acreditar em mim e nas pessoas que escolhi para pertencerem à minha vida. Prefiro acreditar que somos nós que construimos o nosso caminho sem qualquer intervenção divina. 
O que eu não consigo suportar é quando o oposto acontece e alguém não respeita a minha forma de ver a vida. Que alguém me critique por eu não acreditar neste ou naquele deus. Que alguém me diga que assim serei "castigada", como já cheguei a ouvir. O que eu não compreendo são as pessoas que têm de impôr a sua religião à força; Que andam pelas ruas a importunar quem muitas vezes está com pressa ou pessoas que, como eu, não acreditam naquilo que elas querem dizer. Cada um tem direito à sua crença ou até a não ter crença nenhuma. Há que saber respeitar aquilo em que cada um acredita, sem entrar na vida privada das…

: Somos mesmo donos de primeira viagem!

Imagem
Imagens presentes no instagram.
Eu nunca tinha tido um cão até o Floki vir cá para casa. Relacionava-me com cães de familiares e de amigos mas nunca tinha tido a oportunidade de partilhar o dia a dia com um amigo de quatro patas. Tentei, ao máximo, não idealizar nada. E ainda bem! Esta primeira semana de aprendizagem tem sido exaustiva. Apesar de ele ser um bebé super bem educado e nada chato, as noites têem sido um terror. Por opção nossa - e por segurança do cachorro e da casa!! - enquanto não estamos em casa durante o dia e à noite ele fica num parque especial que comprámos para ele. Se durante o dia ele gane 2 minutos e depois se deita até chegarmos sem fazer mais barulho, à noite o caso muda de figura. Só numa das noites consegui dormir na minha cama. Todas as outras foram passadas no sofá (que felizmente é sofá cama e bastante confortável!) para depressa o mandar calar e lhe dizer para ir para a cama. E ele acaba por ir e dormir o resto da noite. Mas sempre comigo por perto. Se o…

: Lá se foi o cabelo!!

Imagem
Já tive o cabelo pela cintura quando era pequena. Aos doze anos a minha mãe perguntou-me se eu estava disposta a cortar o cabelo pelos ombros. Agora que olho para trás percebo que ela devia era estar farta de tratar do meu cabelo todos os dias. E eu até que a compreendo! Hoje em dia quando o cabelo me começa a passar os ombros já me irrito com ele. Apesar de dar para fazer imensos penteados a paciência para tratar dele não é tanta. Já para não falar do calor que me provoca, visto que eu não gosto particularmente de andar de cabelo apanhado.
Talvez por isso desde há uns dois anos para cá volta na volta corto o cabelo acima dos ombros. O fresco no pescoço e a liberdade são coisas simples que me deixam muito feliz! É fácil de tratar e basta dar um jeitinho de manhã para ficar mesmo ao meu jeito. Ainda experimentei deixar crescer o cabelo um pouco durante o Inverno mas bastou chegar agora o calor para eu correr para a minha adorada cabeleireira para ela fazer a sua magia. Saí de lá logo ou…