: Estou a chegar ao meu limite.


As pessoas que me rodeiam parecem querer sempre mais de mim. Que eu seja uma melhor amiga; uma melhor mulher; uma melhor dona de casa; uma melhor filha; uma melhor profissional. Até as crianças, que sempre ficaram felizes com o amor que eu lhes dava, parecem cobrar-me cada vez mais. Talvez o problema seja meu, de deixar arrastar as situações. Talvez o problema seja daqueles que me rodeiam e que se esquecem, dia após dia, que eu não mais do que uma pessoa de carne e osso. Não estico, não me crescem braços, não tenho um dia com mais horas. Sou só eu e queria continuar a sê-lo. Queria continuar a, simplesmente, ser. Sinto-me a andar para trás e o meu mau humor está a mostrar-se novamente. Dizem que cada um colhe aquilo que semeia, certo?! Então as pessoas que não se surpreendam...


É desta que começo a fazer meditação!

Comentários

  1. Tens que tirar uns dias só para ti e descansar! Força!

    ResponderEliminar
  2. oi linda,
    sempre acomtece que a malta sempre querem mais quando as coisas que a gente da sao boas. Sempre acomtece que as melhores pessoas sao as primeiras de ser magoadas pelos outros, nao porque eles achem que nao sao boas, se nao porque teêm costume de querer sempre mais, e se uma pessoas esta a agir muito bem, eles gostam de esse bem e querem ter mais.
    Mas isso nao tem por que te magoar. Tens que ser forte e ser sempre como aches que é melhor. Alem do que os outros façam, ou achem.
    O que tu tens que fazer é, se calhar, ficar kalm um tempinho, mas sempre ser como tu és. E nao trocar para mal, e nao trocar o bom de ti.
    Força!!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Quando as pessoas exigem mais de nós significa que confiam nas nossas capacidades e qualidades, que reconhecem potencial, que nos encaram como um porto seguro. Isso é bom, mas como em tudo na vida há sempre o outro lado da moeda. Por muito bons que possamos ser, não somos de ferro, nem nos multiplicamos. E as pessoas têm que perceber que não podem exigir demasiado senão correm o risco de nos quebrar. Há ali um limite de bom senso que devem ter.
    Força, minha querida, qualquer coisa sabes que estou aqui <3

    ResponderEliminar
  4. r: Quando li aquele texto apaixonei-me ainda mais pela cidade, está incrível. Anda, o Porto espera por ti :)

    É mesmo, é como se tudo deixasse de fazer sentido.

    Muito, muito obrigada! Oh, a sério? É dos maiores elogios que posso ler!

    Quando for a hora certa esse alguém há-de seguir as pegadas (pelo menos assim o espero)

    Fica prometido :D obrigada, obrigada, obrigada

    Passear à beira mar, seja em que altura for, é sempre uma terapia tão boa *.*

    Deram tudo, só faltou a estrelinha da sorte estar do lado deles. Fizeram um europeu incrível, só têm que estar orgulhosos :)

    Senti isso mesmo sabes? À medida que a aula foi avançado não dava conta do meu cansaço, deve ser por estarmos tão envolvidos que o nosso foco está totalmente virado para os passos que temos que fazer. Fiquei fã :D

    ResponderEliminar
  5. Há dias em que não nos apetece, simplesmente, ver pessoas. Há dias de tudo. As pessoas têm de compreender.

    ResponderEliminar
  6. Parece que chega a certo ponto em que as pessoas começam a exigir mais... querem sempre sempre sempre mais. Se calhar o problema não é teu :)

    ResponderEliminar
  7. Não é justo, mas as pessoas são assim. Exigir dos outros, é mais fácil do que exigir de nós. :/

    ResponderEliminar
  8. Acho que toda essa exigência, se tem intensificado ou feito sentir mais recentemente, porque... as férias estão a chegar e as pessoas com o calor ficam sempre mais extrovertidas e com vontade de novas aventuras e limites.
    Não és tu que estás a encolher ou a andar para trás. É absolutamente normal sentires-te assim. As pessoas crescem e com elas as necessidades, a atenção, a dedicação, o tempo que querem para elas.
    Até eu me acho às vezes parado no tempo. Parece que sou malandro, ainda muito criança, pouco responsável, pouco "feliz", mas depois olho para o lado, e até nem estou nada mal para a minha idade. Fico então feliz pelo que sou no momento, pelo que sei, pelas conversas, pelos gostos, pela escrita e imaginação, pelo que me interesso.

    A partir daqui, tudo à nossa volta de se torna mais exigente, mais "adulto". Tem haver com a mentalidade global da sociedade. Já não vejo crianças a pintar e a desenhar. Elas passam o tempo nos telemóveis, nas consolas e nos tablets.
    Já não vejo brinquedos articulados e super interessantes, a internet e os jogos substituíram-nos. Os pais deixaram de ter paciência e dinheiro para comprar vezes e vezes sem conta, brinquedos que acabariam dentro de um caixote a apanhar pó, e poupam muito mais ao comprar apenas 1 tablet para o filho.

    Deita-te na cama, respira fundo, relaxa e deixa-te ficar nela durante 5 minutos. O importante é ouvires-te, teres espaço e tempo, na tua cabeça, para ti própria.
    Ninguém é perfeito, todos crescemos a exigir algo dos outros. Ainda te lembras quando eras bebé ou criança? É tudo uma questão de perspectiva.
    E aproveita o mau humor, é um bom antibiótico para o sorriso. Se não te autorizares a ser ranzinza de vês em quando, ou chorar só porque sim, que nossa senhora te acude! :D

    ResponderEliminar
  9. Estás mesmo a precisar de umas boas férias!! :) Força Cláudia :)

    ResponderEliminar
  10. (Desculpa :'c)

    A parte complicada de se viver com alguém e de ter obrigações é que não nos podemos refugiar do mundo quando queremos/precisamos, e isso no futuro pode trazer consequências... :(

    ResponderEliminar
  11. Ás vezes atingimos limites que são difíceis de contrariar mas isso é uma fase e vai passar. E não permitas que ninguém exija mais de ti do que aquilo que podes ou queres dar. A única pessoa que deve e tem o direito de ser exigente contigo és tu mesma.

    ResponderEliminar
  12. As pessoas exigem demasiado das outras mas não olham para si mesmas

    r: O local mesmo não sei, mas é em Peniche

    ResponderEliminar
  13. Precisas mesmo de descanso! Ânimo :)

    ResponderEliminar
  14. Não ligues às vozes que te exigem tanto que não podes dar. Porque tu já és suficiente, tal como és. :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

À noite gosto de contar as estrelas que estão no céu e de ver por onde anda a Lua. E tu do que gostas?