: Para acompanhar com um balde de pipocas [#2]


Estava bastante curiosa em relação a este filme, não fosse o actor principal o meu querido Johnny Depp, mas acabei por me desiludir. A história em si é um bocado estranha e vale pelas referências culturais. Dá para passar o tempo, até para soltar umas boas risadas, mas não é um filme que nos faça suspirar por mais dez minutos...

Uma agradável surpresa. Todos nós conhecemos algumas músicas do 50Cent mas nem todos nós conhecemos a sua história. Não sou a maior fã do seu trabalho mas gostei de ver a forma como ele evolui na vida e a forma como ele chegou onde está hoje, ultrapassando todas as dificuldades. É, sem dúvida, um filme que pode inspirar muitas pessoas!

Este é mais um filme que retrata uma estrela musical. Acompanhamos a sua história desde a infância até ao alcance da sua fama e parecemos estar a viver todas aquelas situações ao lado dos personagens. Damos por nós a sofrer com a sua dor, a rir com as suas conquistas, a querer puxar-lhe as orelhas pelos seus erros. Damos por nós, acima de tudo, a admirar aquele homem que, ainda estando cego, chegou onde muitos homens nunca conseguirão chegar. Um excelente filme para se ver numa noite fresca de verão!


Vi este filme no cinema, numa decisão de última hora. E que bela decisão! Ri-me desde o início até ao fim e fiquei a pensar sobre todos os sentimentos que habitam dentro da nossa mente. Fiquei a pensar, essencialmente, na nossa necessidade constante de estar sempre felizes, ignorando tudo o resto que nem sempre queremos sentir. É uma bela história de amizade, de autoconhecimento e de partilha. Um excelente filme para crianças e adultos!

Neste filme sou suspeita - visto que sou mega fã destes nossos amigos amarelos - mas o filme corresponde ao que, penso eu, todos esperávamos. Tal como no Divertida-Mente ri-me do início ao fim e apaixonei-me pela mistura de línguas que compõe a língua oficial dos minions. A situação mais engraçada foi provavelmente a frase: Estás parvo ou quoi?! Neste filme acompanhamos os nossos amigos amarelos desde o seu nascimento até ao seu primeiro encontro com o famoso Gru. Pelo meio vivem mil aventuras e metem-se em mil problemas. O riso é impossível de conter e, neste caso, quanto mais filme existisse melhor! Acompanhar as aventuras de Kevin, Stuart, Bob e todos os seus amigos é um excelente plano para se fazer em família - ou com amigos!! - e uma ida ao cinema para ver este filme não é uma perda de tempo nem de dinheiro. Super aconselhado!!

Comentários

  1. O filme Ray está mesmo incrível!
    Quero muito ver o Inside Out e os Minions :)

    ResponderEliminar
  2. Eu já vi todos e gostei sobretudo do Inside Out. Muito, muito bom!

    ResponderEliminar
  3. - Mortdecai: Fui ver ao cinema mais o meu irmão, por vontade dele, e também foi rir do principio ao fim. Adorei a história e achei que tivesse bem construída. Nem a mais nem a menos: apenas o essencial para se perceber e desfrutar, o que é raro nos dias de hoje, em que uma pessoa chega ao fim e fica à espera da explicação ou de algo mais.

    - Get Rich or Die Tryin': Desconhecia e não faz o meu género.
    - Ray: Também desconhecia e não faz o meu género.

    - Inside Out: Fui ver também com o meu irmão, que me seguiu "porque eu pagava o bilhete". Comprei os bilhetes pela app "m.Ticket" já quase em cima da hora e parcialmente esgotados; E tenho de dizer que foi a melhor sessão de cinema a que fui.
    Entrámos já com os pais e as crianças sentadas. Em poucos minutos venderam-se os lugares todos, e foi uma experiência incrível. Dois jovens de 25 anos ao lado de crianças e pais com mais de 30. A inocência das crianças quando surgiam piadas que só os adultos compreendiam... eram a cereja em cima do bolo. Nós riamos-nos e eles ficavam sem perceber o que tinha acontecido ou porque tinha tanta piada. Se tivesse ido ver com a sala quase vazia ou visto em casa, não tinha tido o mesmo impacto que teve. Quase chorei...

    - Minions: Já tive vontade de ir ver, mas ainda não consegui apanhar o meu irmão com um dia de folga e vontade de sair de casa. Acho que o vou ver em casa.

    Entre tanto, já o "Exterminador Implacável - Genesys" e o "Mr. Holmes".
    O "Exterminador Implacável" ficou incrível e superou as minhas expectativas enquanto história e desenvolvimento. Fechou algumas pontas dos filmes anteriores e abriu outras tantas. A única coisa que não gostei foi a frequência com que mudam de actores neste tipo de filmes "sequelas". Era quase como fazerem o "Rocky" ou o "Rambo" sem o Silvester Stallone.

    O "Mr. Holmes", foi interessante, mas não me cativou muito. Senti que era o tipo de filme para se ver em casa e não no cinema. Contudo, adorei a performance do actor "Ian McKellen" que fez de Gandalf no Senhor dos Anéis.

    Em casa, pelo "Popcorn Time", vi o "Lone Survivor": muito bom e realista.
    Vi também o "Insurgent", que tem uma história melhor que o "Hunger Games", e o "Home", que já tinhas visto antes. Acho que o filme foi muito bem conseguido, mas foi sem dúvida o "Jim Parsons" que deu o brilho e a piada toda ao filme.

    ResponderEliminar
  4. Só não vi os últimos dois filmes!
    Beijos

    http://fromlisbonwithallmylovee.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. R. Já assisti. Duas vezes. Por isso é que gosto tanto dele xD

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

À noite gosto de contar as estrelas que estão no céu e de ver por onde anda a Lua. E tu do que gostas?