quinta-feira, novembro 5

: Até quando?!

Escrevi no feminino mas este é um texto que se adapta a qualquer género.

Os vossos olhares vão pousar um no outro quando menos esperares. Talvez te derretas com o seu sorriso ou talvez nem lhe aches piada à primeira vista. Os vossos caminhos vão cruzar-se mais algumas vezes e aí crescerá a vontade de se conhecerem. Irão descobrir-se ao longo dos meses até ao dia em que vão perceber que não conseguem viver um sem o outro. Os dedos vão entrelaçar-se e os abraços vão ser a vossa casa. Sorrirão a cada mensagem e irão telefonar um ao outro só para matar as saudades. O início da relação será um sonho, tudo aquilo que desejaste. Irás surpreender-te com o seu romantismo, com as palavras doces que te dirá. E, na tua inocência, julgarás que será sempre assim. Até ao dia em que os ciúmes vão começar a despontar. Ciúmes dos teus amigos, ciúmes de quem se cruza contigo e simplesmente te sorri. Irá querer que te isoles de todos os perigos e tu, por o amares tanto, vais afastar-te. Vais deixar de ser tu e passarás a ser um fantasma. Andarás ao sabor das vontades dele, sempre preocupada que ele te deixe. Todas as pessoas irão aperceber-se que a vossa relação está a degradar-se e até tu, sim tu, vais começar a sentir-te mal. Talvez não queiras desistir logo, pensando que ele irá mudar, mas chegarás ao ponto em que o sufoco não te permitirá respirar. Vais deixar de te sentir pessoa. Vais deixar de sentir o que quer que seja. Esperar por um amor doentio não é saudável, acredita. Esperar pelo reconhecimento e pelo carinho de alguém que não confia em ti dilacera o coração. Irás chorar noites a fim até ao dia em que finalmente irás lutar por ti. Prepara-te... ele não irá aceitar tudo isso de ânimo leve. Terás que ser forte. Terás que esquecer que, no fundo, ainda o amas. Terás que ignorar as boas memórias e as promessas de que tudo voltará a ser cor-de-rosa. Vira-lhe a cara, desliga-lhe as chamadas, apaga as mensagens. Faz o luto por tudo aquilo que não chegaram a ser. E num dia como qualquer outro irás encontrar a pessoa que te mostrará o que é um verdadeiro amor. Não percas a esperança
#Fictício

8 comentários:

  1. É verdade, mas uma coisa que felizmente não sou e duvido que venha a ser, é ter feitio para ser "mandada" por outros. Sou muito senhora do meu nariz, felizmente. :)

    ResponderEliminar
  2. Gosto muito como escreves.
    Hà muitas relaçoes assim. É muito difizil lutar com isso. Mas é mesmo preciso. Nem tuda as pessoas consiguem

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Os verdadeiros amores levam o seu tempo a chegar!
    Adorei o texto e concordo tanto com o que escreveste

    ResponderEliminar
  4. Acho muito importante passarmos por uma "má" relação para depois darmos valor a uma verdadeiramente especial :)

    ResponderEliminar

À noite gosto de contar as estrelas que estão no céu e de ver por onde anda a Lua. E tu do que gostas?