sábado, dezembro 19

: O valor do Natal.



Há uns dias atrás desafiaram-me a responder à pergunta "Pensa em todos os Natais que já viveste. Quais foram as prendas que mais te marcaram?". Passado o primeiro segundo de indecisão não tive qualquer dúvida nas respostas que daria. O meu gameboy, os únicos ténis de marca que tenho desde os quinze anos, o meu acordeão e, por fim, o meu ferro de caldeira. Presentes estranhos para serem relembrados, devem estar a pensar. Eu explico-vos... O meu gameboy ainda hoje funciona e não tenciono livrar-me dele. Foi-me dado pela minha avó materna e não me esqueço do brilho nos olhos dela ao ver a minha felicidade. Os ténis foram-me dados pela mesma avó e ainda hoje os utilizo. Não estão como novos mas cumprem a sua função. Usá-los faz-me sentir mais próxima da minha avó. Receber o acordeão foi algo que me deixou surpreendida, principalmente pela forma como os meus pais mo deram. Criaram uma caça ao tesouro na casa dos meus tios, onde estávamos a passar o Natal, o que tornou tudo muito mais divertido. Por fim, mas não menos importante, o ferro de caldeira. Foi-me dado pela minha avó materna e pela minha madrinha, no último Natal que passámos todos juntos. Na altura, com dezassete anos, confesso que fiquei um bocado triste. O que eu menos queria era algo para o enxoval. Mas agora, quase sete anos depois, fico grata por tê-lo recebido. Agora, que estou na minha casa, sinto-me feliz por ter algo nela que me tenha sido dado pela minha avó.

Claro que me lembro de mais uma quantidade de prendas que recebi, até porque não sou pessoa de receber dezenas de prendas no Natal. Mas estas quatro foram aquelas que mais me marcaram até hoje. Ou porque me relembram a minha avó. Ou porque me trazem excelentes memórias. O que me levou a perceber - a mim e à pessoa que me questionou - que eu não dava valor aos presentes em si. Dava valor aos sentimentos que criei em torno deles. Dava valor às pessoas que mos tinham dado. Dou um valor para além daquele que o dinheiro pode pagar.


Agora é a vossa vez... Pensem em todos os Natais que já tiveram. Quais foram os presentes que mais vos marcaram? 

15 comentários:

  1. TAMBÉM QUERO UM ACORDEÃOOOOOOOOO!!!!!!!

    ResponderEliminar
  2. Muito obrigado pelas tuas palavras:) Eu, se tivesse de passar pelo mesmo de novo, não teria coragem.

    ResponderEliminar
  3. Os presente que mais me marcaram foi o nintendo que foi dado pela minha mãe, sendo ela uma pessoa muito importante para mim. E foi um pijama que recebi de uns amigos dos meus pais que são praticamente família. Podem ser presente de não muito valor, mas têm um valor sentimental ,como tu disseste.
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. A melhor de sempre foi sem dúvida o meu cão, que infelizmente este ano vai ser o primeiro natal sem ele...
    Não há nada material que eu possa comparar com ele, mas a minha casa da Barbie também me marcou muito!

    ResponderEliminar
  5. Adorei ler este texto!! :) Pensei logo numa resposta assim que comecei a ler o post e assim de repente lembra-me só de prendas que o meu pai me costumava dar, quase sempre doces, mas ele fazia embrulhos fantásticos com piadas e adivinhas com os quais eu me divertia muito :)

    ResponderEliminar
  6. Adoro receber presentes, mas não pela prenda em si. Isto é, aquilo que me dá gozo é descobrir o porquê daquela pessoa me ter oferecido determinada coisa. Claro que o objeto tem o seu valor, mas é o sentimento que carrega que o torna mais especial. Por isso é que com 23 anos continuo a ficar ansiosa por desembrulhar as prendas :)
    As prendas que mais me marcaram? Receber o meu primeiro computador e a minha primeira máquina fotográfica

    ResponderEliminar
  7. r: Exatamente, lidando com crianças ainda temos que ter mais cuidado!
    Anda, continuo a ter espaço no carro :D
    Concordo contigo, devíamos mesmo. Portugal é um país lindíssimo, cheio de lugares maravilhosos para descobrir.
    Sem dúvida :)
    Aconselho! Nem há palavras para descrever a beleza do Gerês
    Isso é inédito ahahah mon chérie também não gosto nada, nem mesmo deitando o líquido fora consigo comer. Se eu soubesse tinha publicado uns dias antes :p

    ResponderEliminar
  8. O presente que mais me marcou foi quando me deram o meu primeiro computador :)

    ResponderEliminar
  9. Os presentes ganham o valor conforme as pessoas que o dão e com a intenção que o dão! Tenho muitas lembranças cheias de valor para mim e que guardo no coração com a vida!
    Um feliz Natal para ti e para os teus, Cláudia :) Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Mil obrigadas pelas tuas palavras! :)
    Gostei imenso deste teu cantinho!

    ResponderEliminar
  11. Como eu te compreendo :))
    Ainda esta semana disse ao meu namorado que preferia receber várias prendas pequenas com significado do que roupas caras ou jóias :))

    ResponderEliminar
  12. A mim foi sem dúvida a minha bicicleta ehehe

    ResponderEliminar
  13. À marca que ficam para sempre...na minha memória não estão os presentes mas sim as pessoas que me fizeram passar natais felizes e que hoje já não estão cá.

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  14. Acho que nunca tive uma prenda que significasse muito para mim, mas já tive natais memoráveis, e espero que este o seja também! um beijinho e obrigada pela tua visita:)

    ResponderEliminar

À noite gosto de contar as estrelas que estão no céu e de ver por onde anda a Lua. E tu do que gostas?