: Fantasmas.


De cada vez que olhas para mim tens esse olhar triste que me sufoca. Como se o que está partido em mim não pudesse ser consertado. Como se eu fosse um ser frágil, com um corpo feito de lágrimas. Olhas para mim e não consegues ver mais do que o coração partido e a alma estilhaçada. Pousas a mão no meu ombro e esperas sentir o calor de um amor que ainda não consigo sentir. Dá-me tempo. Espaço. Amizade. É disso que preciso agora, sem cordas que me prendam a locais, a pessoas. Quero momentos que me dêem motivos para sorrir. Quero planos que me façam sair da cama. Dispenso esse teu olhar triste, vazio. Dispenso os teus abraços dados por pena, ansioso para que eu retribua o sentimento que julgas precisar. Os meus sentimentos estão perdidos por aí e sozinha não conseguirei encontrá-los. Ajuda-me a afastar os fanstamas do passado e a apagá-los da minha memória. É só isso que preciso. Depois de tudo isso conseguirei, finalmente, amar-te.

#Fictício

Comentários

  1. Fantasmas todos temos, o importante é que não nos tratem com condescendência, até porque isso não irá ajudar a afastá-los.

    ResponderEliminar
  2. Adoro, tu escreves sempre coisas maravilhosas.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

À noite gosto de contar as estrelas que estão no céu e de ver por onde anda a Lua. E tu do que gostas?