sábado, abril 16

: [ Filha Do Sangue ] de Anne Bishop


Não conhecia este livro até ao dia em que o David o trouxe para casa. Demorei algum tempo a pegar nele pois não pensei que fosse ser um livro dentro dos géneros que eu costumo gostar. Como me enganei...

Apesar da leitura nem sempre ser fácil - com tanta informação para reter - é uma história que nos cativa e que nos faz querer saber o que se vai passar a seguir. É um livro que depois de entrar no ritmo se lê facilmente e parece tornar-se simples, como se toda a vida tivéssemos vivido na realidade que é descrita.

Num mundo utópico onde sempre foram as mulheres a mandarem nos homens surgem-nos diversas personagens que retratam a típica sociedade em que vivemos. Damos por nós a torcer para que certas coisas se desenrolem de uma determinada forma e dá-nos vontade de saltar umas páginas para ver se isso realmente acontece. Não é, de todo, um livro com um final traçado quase desde o início. Pelo menos eu não imaginava aquilo que viria a acontecer. Gostei, acima de tudo, da forma como a autora fez um paralelismo brilhante entre a subjugação do homem através da obrigação ditada por uma rainha e da subjugação do homem a uma mulher por amor - verdadeira devoção. As diferenças são enormes e isso ditará o percurso da história.

Como já aconteceu em séries e outros livros o meu personagem favorito não podia deixar de ser um dos que apresentava um coração de pedra incapaz de sentir compaixão, o terror de Terreille, o sádico. E porque foi ele o meu personagem favorito? Porque foi o que mais revelou de si durante o decorrer da história. Foi ele que mais mostrou as suas fragilidades e foi ele que mais aprendeu a dar de si, a uma mulher - coisa que ele julgava incapaz, depois de anos a ser escravo sexual.

Faço um balanço bastante positivo deste livro e estou bastante curiosa com a continuação, dividida em mais dois livros. E é nesta parte que preciso da vossa ajuda... Sabem de algum site de livros em segunda mão - de confiança - onde eu possa procurar o resto da trilogia?

Deixo-vos, como sempre, algumas das citações de que mais gostei:

«Os olhos de Jaenelle reluziram. 'O que é real?' Perguntou. 'Vejo coisas belas, ouço-as, toco-lhes com a mão corpórea e dizem rapariga mal comportada por inventar histórias, essas coisas não são reais. Vejo coisas más, cruéis, trevas distorcidas que corropem a terra, trevas que não são as Trevas e dizem rapariga mal comportada por inventar histórias, rapariga mal comportada por dizer mentiras. Os tios dizem que ninguém irá acreditar numa rapariga com problemas mentais, por isso riem-se e ferem o corpo para que eu me retir para a zona enevoada para ver os que são amáveis, os belos, deixando-lhes gelo que queima ao ser tocado'. Abraçou-se a si própria, balançando para trás e para a frente. 'Não me querem. Não me querem. Não me amam.'» (p. 368)

«Daemon agarrou-se bem a Surreal enquanto ela voava pelos Ventos, demasiado enfraquecida para discutir, demasiado extenuado para se importar. Contudo, o seu coração... O seu coração agarrou-se ferozmente à carícia suave e suspirante de Jaenelle ao pronunciar o seu nome. Tudo tem um preço.» (p. 377)

5 comentários:

  1. Não conhecia o livro, mas agora deixaste-me bastante curiosa!
    Quanto a sites, não conheço :/

    ResponderEliminar
  2. Também desconheço o livro mas tem citações muito bonitas.

    ResponderEliminar
  3. Não conheço, mas confesso que gostei da dica! Vou procurar pra ver se acho.

    Beijos flor...

    ResponderEliminar
  4. Nunca tinha lido nada acerca do livro, mas fiquei curiosa. Parece ter sido uma boa leitura :)

    ResponderEliminar

À noite gosto de contar as estrelas que estão no céu e de ver por onde anda a Lua. E tu do que gostas?