domingo, outubro 9

: Sou orgulhosamente mulher.


Nós, mulheres, somos seres estranhos. Passamos praticamente a vida toda a dizermos que não precisamos de homens para nada mas, lá no fundo, se passamos um dia sem atenção do homem que amamos é como se o mundo ruísse debaixo dos nossos pés. Somos, no entanto, demasiado orgulhosas para demonstrá-lo. Choramos em silêncio e mascaramos a dor com o mau humor que tão bem nos caracteriza. E eles, coitados, acham que vivemos num ciclo sem fim de TPM. Se for preciso afastam-se ainda mais com medo de levarem com os estilhaços da bomba. Somos nós, portanto, que mesmo sem nos apercebermos viciamos o ciclo de silêncio e mau feitio. Somos nós com as nossas mensagens subliminares que queremos que eles desvendem sem terem qualquer pista. 

Contra mim falo, aqui me assumo. Sou a rainha dos mal entendidos e dos silêncios demorados. Sou a rainha do mau feitio e dos olhares matadores. E por muito que tente não consigo mudar. Vou sempre ficar desiludida com ele se não entender os meus olhares. Vou sempre ficar chateada se ele me deixar na mão naquele dia, mesmo que não lhe tenha dito que algo se passa. Vou sempre querer que ele me entenda melhor que ninguém. Mesmo que saiba que talvez ele nunca consiga ler-me. Porque os homens são mesmo assim: despistados. Tal como nós, mulheres, somos orgulhosas. E, lá bem no fundo, não vivemos uns sem os outros. 

7 comentários:

  1. Vocês não precisam de homem. Precisam é de um bruxo eheheheh.

    ResponderEliminar
  2. No fundo, queremos sempre que nos consigam ler, mesmo quando não lhes damos indicações suficientes para que isso seja possível.
    Somos seres complexos, sem qualquer dúvida!

    ResponderEliminar
  3. É tipo o melhor gel esfoliante de sempreeee :D

    Eu dou um louvor às mulheres. São seres fa-bu-lo-sos :D

    NEW DECOR POST | How To Have a Timeless Home Decor.
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  4. With or Without You, como cantariam os outros em tempos áureos :)

    Mas sabes, tenho para mim que quem não consegue decifrar os meus olhares e os meus silêncios, talvez não seja a pessoa indicada para partilhar os meus dias e o meu espaço.

    ResponderEliminar
  5. Identifico-me muito com este texto, é a principal coisa em mim que tento mudar. Sempre que estou chateada com qualquer coisa guardo para mim e depois à mínima coisa expludo e ele fica super assustado sem perceber bem o que se passou ali :/

    ResponderEliminar
  6. Somos difíceis, mas eles também o são.
    Mas sim, não vivemos sem eles e eles não vivem sem nós.

    Cátia ∫ Meraki

    ResponderEliminar

À noite gosto de contar as estrelas que estão no céu e de ver por onde anda a Lua. E tu do que gostas?