Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2017

: Um grande amor como o nosso.

Imagem
Seis anos e meio. De um amor que foi crescendo gradualmente e que hoje nos abraça fortemente. De um amor que nasceu, reforçado na amizade que inicialmente nos uniu. Um amor que nasceu sem darmos por isso, depois de tantos desencontros e olhares que nunca chegámos a cruzar. Quando alguém nos pergunta como nos conhecemos acabamos sempre a sorrir um ao outro, cúmplices. É difícil de acreditar que estivemos no mesmo sítio - ao mesmo tempo - dois meses antes de nos conhecermos, que pássamos lado e lado, partilhámos grupo de amigos e que ainda assim não nos vimos. É engraçado pensar que viemos conhecer-nos aqui, no mundo dos blogues, onde éramos nós sem máscaras ou pudores. Que pudemos conhecer-nos sem nos preocuparmos com aparências físicas. De conversas banais passámos para conversas que duravam o dia todo. Começaram as saudades, as palavras doces, o sentimento que crescia, as combinações para um gelado e um passeio. Daí ao primeiro abraço físico foi um salto. Daí até percebermos que era …

: Sejamos flores. Sejamos natureza.

Imagem

: Sempre a causar boa impressão!

Imagem
Quando saio cedo do trabalho venho de autocarro para casa e como companhia tenho sempre a música. Ponho os fones e descontraio por completo. Não sei que tipo de mensagem passo a quem se cruza comigo mas poucas são as pessoas que acreditam à primeira que eu gosto e oiço maioritariamente rock. Dizem que não tenho o "estilo", o que quer que seja que isso signifique. A verdade é que eu oiço de tudo um pouco mas quando tenho dias mais stressantes só consigo relaxar depois de uma boa música a abrir, se é que me faço entender. Ora que numa dessas viagens de autocarro vinha a ouvir Metallica - mas atenção que a música até é bem calma! É esta. - e uma senhora, na fila do lado olhou para mim como se eu fosse um extra terrestre. A primeira coisa que fiz foi confirmar se tinha os fones bem postos no ipod. Estavam. Depois apercebi-me que se ouvia um pouco na parte de fora apesar do volume não estar nem a meio. A senhora ainda olhou para mim mais umas duas vezes, como quem não acredita qu…

: Recados à Macaquinha [23]

Imagem
Muito falo do amor que eu e o teu pai teremos por ti mas não posso esquecer que um dia o teu coração será também preenchido por outras pessoas, aquelas que tu poderás escolher para rechearem a tua vida. Não me posso esquecer que teremos que partilhar os teus beijos, os teus abraços, a tua atenção. Quando chegar essa altura espero que saibas escolher quem te faz feliz e que, acima de tudo, saibas amar incondicionalmente. Irei contar-te a minha história com o teu pai, enquanto te afago o cabelo. A forma como o incentivei a lutar por outra pessoa, mesmo já gostando dele com todo o meu coração. Quero fazer-te entender que o amor é isso mesmo: altruísmo. O teu pai não fazia ideia de que eu gostava dele e só eu sei o quanto me doeu dizer-lhe para assumir os sentimentos perante outra pessoa. Ele nunca o fez e o rumo da história acabou por mudar. Mantive-me por perto, fui a amiga, conselheira, confidente. Amei-o, simplesmente. E esse amor cresceu. Cresceu e deu origem à melhor coisa do mundo:…

: Esta sou eu...

Imagem
... sempre sem maquilhagem e o mais natural possível, de cabelo desgrenhado solto ao vento, de sorriso na cara pronta a aproveitar a vida. Movida a amor, a natureza, a passeios de mãos dadas. Crente na bondade que habita no coração das pessoas. Esta sou eu, captada pela pessoa com quem partilho a vida e que me conhece melhor que ninguém. Pela pessoa que mais me ama. E nesta foto sou o espelho disto tudo. Sou o reflexo do melhor de mim.

: Passos de bebé...

Imagem
Quando me comprometi em aprender violino nunca calculei que me fosse fazer tão bem começar algo quase do zero - visto que a parte teórica continua bem presente. O dedicar-me aos treinos, o ansiar por sentir o violino nas mãos, o cumprir das rotinas básicas porque sei que me fazem bem. O descobrir de novas coisas, o esquecer de manias que trazia de trás. Este é um novo mundo e eu estou a adorar descobri-lo!
Tenho gravado sempre um dos treinos semanais e a evolução é notória, apesar de só ter começado há pouco mais de quinze dias. Deixa-me feliz e dá-me forças para continuar. Para ensaiar sempre que possa. Passo a passo lá chegarei!

: Souveniers da Zona Oeste

Imagem
Praia da Areia Branca - Lourinhã
Que eu tenho uma paixão pela Ericeira já todas as pessoas que me conhecem sabem. Mas poucas pessoas sabem que a zona de Peniche também me enche as medidas. Fui, durante alguns anos, passar uns dias à Consolação (a uns dez minutos de Peniche) e confesso que já tinha saudades daquela zona fresca mas sempre revigorante.

Quando marcámos o fim-de-semana para Peniche fiquei em pulgas. À ida para lá passámos pela Lourinhã - onde visitámos o Museu da localidade e ainda passeámos por uma feira de usados - e acabámos por ter a oportunidade de fazer o check-in mais cedo no hotel. Depois de vermos o quarto optámos por fazer um upgrade e passei uma noite com vista para o mar! Não podia pedir melhor. Conhecemos o Baleal, demos um passeio pela praia em frente ao hotel, ficámos na piscina interior do hotel durante umas duas horas, jogámos jogos de mesa no salão de jogos do hotel depois do jantar, conseguimos a "proeza" de termos duas camas de casal no quarto (…

: Particularidades à la Cláudia #3

Imagem
Eu adoro viajar. Adoro fazer malas, traçar percursos, planear coisas giras para ver. Resumindo e concluindo, adoro conhecer sítios novos. Mas se há coisa para me deixar de mau humor é o ter que regressar a casa. Não me entendam mal, eu adoro o meu espaço, mas não gosto de voltar à rotina. Tal é a "aversão" que no dia em que chego a casa não sou capaz de desfazer as malas. Tiro a roupa suja, as coisas essenciais e pouco mais. E tal como seria de prever o mesmo aconteceu ontem!

Hoje já estou melhor. Até já tirei as fotos da máquina!! Esta semana vou mostrar-vos coisas giras!

: Zona oeste do meu coração.

Imagem
Há algum tempo que eu e o David andavámos a tentar encontrar algum local onde pudessemos passar um fim-de-semana para descontrair. Mas ou as estadias eram muito caras ou então já estava tudo cheio para as datas que queríamos. Num dia da semana passada, como que por acaso, vi um e-mail do site Odisseias onde uma das promoções era uma noite num hotel em Peniche, local que conheço minimamente e do qual gosto bastante. O preço era agradável e enviei logo mensagem ao David. Comprámos o voucher e ligámos para marcar. Havia para a data que nós queríamos e quase que fiz a dança da vitória. Melhorou logo o meu dia!

À ida para lá tencionamos parar na Lourinhã para ver o museu dos dinossauros. Quando lá chegarmos o maior plano vai ser passar a tarde de molho na piscina interior (até sorrio só de me imaginar a boiar sem ter nada em que pensar). Quem sabe tentarmos marcar uma massagem para cada um. Relaxar, bastante. No dia seguinte à vinda para baixo - e se o tempo permitir - tencionamos parar no …

: Sempre com foco no objetivo!

Imagem
O maior objetivo para este ano - enquanto casal - é acrescentarmos um patudo à família. As poupanças já foram feitas, que não nos queremos meter nisto sem ter um pé de meia para qualquer eventualidade. Arranjámos um pote - que imagem tão cliché - e fomos pondo de parte dinheiros extra que iam entrando. Foram várias as vezes em que tivemos que recorrer ao pote por algum motivo mas a certo momento conseguimos organizarmo-nos melhor e o pote passou a ficar fechado durante meses. Estou orgulhosa de nós, do nosso controlo, da nossa força de vontade. Estou orgulhosa por termos provado que conseguimos, juntos, alcançar aquilo que queremos. Estou ansiosa pelo momento em que vamos ter uma companhia canina para alegrar e encher a casa.
O próximo objetivo - que para já fervilha apenas na minha mente - é o de juntar dinheiro para visitar o único país que não me sai do coração e que ainda não tive o prazer de conhecer: França. Claro que Paris é o meu destino de sonho mas não me importo de conhecer …

: A leitura do momento:

Imagem
Foto presente no meuinstagram
E estou a aprender tanto, tanto!

: E foi assim que aconteceu...

Imagem
Tive ontem a minha primeira aula de violino. Assim que acordei senti-me dividida em duas partes: uma parte estava super ansiosa, a outra parte estava cheia de medo de mil e umas coisas. Que me desse mal com o professor, que me sentisse perdida, que não tivesse qualquer jeito para este instrumento. Estive quase a adiar esta aula de "teste", visto que só consigo começar as aulas a sério em Fevereiro. Mas lá respirei fundo e enfrentei o medo, como já tantas vezes fiz.

O professor, que deve ser pouco mais velho que eu, deixou-me à vontade e graças à minha formação musical podemos ultrapassar imensos passos que normalmente têm que ser dados quando se começa a aprender um instrumento. Acabei a aula a tocar uma música inicial, ainda só com arco e cordas soltas. Se correu tudo na perfeição? Nem por isso. Em certos momentos pensei que ele fosse fugir a sete pés, mas coitado lá se aguentou. Gostei da forma como ele lidou comigo e por ter levado as coisas com calma, incentivando-me a in…

: Para um fim-de-semana perfeito...

Imagem
... nota-se muito que estou a precisar de libertar stress?!
Tenham um excelente fim-de-semana!!

: A arte de ser feliz.

Imagem
Hoje foi a primeira vez que me permiti voltar à rotina que tinha antes de te conhecer. Esta noite permiti-me voltar a ser quem era, antes de me partires o coração em mil pedaços. Fiquei em casa, sem arranjar mil e uma desculpas para sair deste lar que foi nosso, com a rádio ligada e um livro na mão para me ocupar a mente. Deitei-me debaixo da manta mais quente, com uma chávena de chocolate quente ao lado para me aquecer o corpo. Permiti-me desfrutar de um serão a sós, como antigamente fazia. Abracei a solidão que tanto temia e adormeci de sorriso no rosto. Pela primeira vez, em meses, não senti a tua falta nem chorei, pelo desgosto que espreitava de cada divisão desta casa e me lembrava da tua partida. Enfrentei o meu maior medo e dei a volta por cima, como nunca pensei ser capaz. Agora sei que conseguirei voltar a ser feliz. Mesmo que seja sem ti. Basto eu.

#off the records #histórias de bolso

: Um bom prenúncio!

Imagem
Nunca gostei de muita confusão e desde bem cedo mostrei preferir o sossego da casa à confusão de ruas cheias. Este ano tive a possibilidade de começar o ano de forma calma, tal como eu gosto. Pegámos na trouxa e rumámos à margem sul para uma praia pequena e com quase ninguém, cumprindo o meu desejo de virar o ano sentada na areia, algo que me relaxa e me transmite boas energias. Daquele local vimos dezenas de fogos de artifício em simultâneo, por toda a Lisboa. Deixámos os beijos para depois e demos a mão, sinal de união e de amor entre nós. Passámos quase vinte minutos assim: em silêncio a apreciar as luzes brilhantes que decoravam o céu, de mãos dadas e pensamentos ao alto. Entrámos no novo ano em paz, unidos por este grande amor que continua a crescer, mês após mês. Se podia ter ido a uma festa? Podia. Mas não seria tão especial como esta nova tradição que começámos hoje.
Que este ano seja tão calmo e cheio de sentimento como esta noite. Para todos nós ♡