quinta-feira, fevereiro 16

: Até um dia, Morena.

Morena, no dia em que a conheci.

Hoje o dia estava a ser bom. Sentia-me leve, despreocupada. Cheguei a casa e depois de treinar violino apeteceu-me um lanche. Foi aí que reparei em ti, Morena, numa posição estranha dentro da água. Pensei que estivesses a dormitar e peguei em ti, como tantas vezes fiz só para te admirar. O teu corpo estava estranho e nem a água a correr da torneira te abriu os olhos. Foi aí que a verdade me atingiu: tu tinhas morrido. Tu, com apenas seis meses, não resististe a uma aparente doença que eu não conhecia. Bem me tinha apercebido que as tuas patas traseiras tinham unhas e "dedos" a menos mas sempre pensei que tivesses nascido assim, diferente. Afinal não te consegui proteger. Desculpa. Quando te tornei a pousar no aquário, como quem espera que afinal acordes,  as lágrimas correram sem parar. Lembrei-me do dia em que te trouxeram até mim, o animal para a sala dos traquinas. Lembro-me da felicidade que senti. Da minha preocupação ao pensar que não irias sobreviver ao frio e de, por isso, te ter trazido para casa . O David, que se apaixonou por ti no primeiro dia, perguntou-me se queria que te levasse para o lixo para eu não ter que lidar com isso. Disse de imediato que não e fiz-lhe o pedido mais estranho: que te fizéssemos uma caixa e um pseudo enterro. Ele limpou-me as lágrimas e acedeu de imediato, provando mais uma vez que estará sempre ao meu lado para me ajudar nos momentos de dor. Amanhã irás morar para junto do rio, num local calmo e que te iria agradar. Eras pequena e está a custar-me mais do que algum dia poderia imaginar. Amanhã o teu aquário será arrumado e eu começarei o luto. Mas hoje... Hoje não consigo não chorar. Serás sempre a mascote daquela sala. E terás um lugar nos nossos corações. Pode ser loucura amar tanto os animais, mas nunca deixarei de ser louca. Até um dia pequenina.

7 comentários:

  1. Lamento imenso. Perdi um dos meus animais de estimação há pouco tempo e sei o que dói.
    Força. <3
    kiss na cheek

    ResponderEliminar
  2. Lamento, minha querida :/
    Muita, muita força!

    ResponderEliminar
  3. Oh, é sempre triste quando perdemos um animal de estimação :/

    ResponderEliminar
  4. Pobrezinha :´( mas que doença é que ela tinha afinal?
    O animais conseguem-nos tocar sempre de uma forma maravilhosa, seja que espécie for e o muito o pouco tempo que esteja connosco.

    ResponderEliminar
  5. Meu Deus, já entendi o que aconteceu... Que horror, sei bem o que é perder um animal que tanto amamos... Muita força, querida! A Morena estará sempre a cuidar de ti! <3

    ResponderEliminar

À noite gosto de contar as estrelas que estão no céu e de ver por onde anda a Lua. E tu do que gostas?