: Home Sweet Home #4

Quando era miúda imaginava que um dia conseguiria comprar uma vivenda, ter um espaço enorme e, quem sabe, ter um jardim com uma piscina. Conforme fui crescendo tornei-me mais realista e percebi que com as minhas posses económicas teria que me ficar por um apartamento. Mas só quando comecei efectivamente à procura de um, há dois anos atrás, percebi até que valor poderia ir. Isso limitou imenso a minha escolha. Dentro do valor que tínhamos imposto e dos poucos critérios que tínhamos - tinha que ter um pátio, mesmo que pequeno - acho que conseguimos encontrar a casa ideal para nós. É pequena, para aquilo que eu idealizava na minha adolescência mas perfeita para a jovem adulta que me tornei. Obriga-me a ser organizada, a ser minimalista, a ser metódica. Obriga-me a pensar bem na disposição do mobiliário nas divisões. Ainda há muitas coisas que gostaria de mudar, talvez num futuro próximo. Gostaria, especialmente, de criar zonas de convívio e de partilha para quando tenho visitas ou apenas para partilhar o fim do dia com o David. As mudanças vão ter que ser algumas mas já procuro inspiração nas imagens que se seguem!

Comentários

  1. Adoro tudo *.*
    Vamos crescendo e vamos reajustando as nossas ideias, porque conseguimos compreender melhor aquilo que resulta connosco e até onde é que podemos ir. Isso não invalidade que no futuro (mais, ou menos próximo) não consigamos realizar determinados sonhos que nos acompanha(ra)m durante tanto tempo, mas aceitamos melhor o facto de que talvez demorem, ou que não fazem tanto sentido, pela simples razão de termos encontrado algo com que nos identificamos mais.
    Desde pequena que adoro casas térreas, com um bom espaço exterior e uma sala enorme para poder juntar a família toda para jantares/almoços regulares.

    r: É mesmo maravilhoso, parece que recuamos no tempo e temos a oportunidade de sentir todos aqueles momentos *.* excelente resolução, também quero fazer o mesmo, porque há fotografias que merecem todo esse destaque!

    ResponderEliminar
  2. Lar, doce lar em maré
    Baixa e a já ficar cheia
    Se nossa mente semeia
    Vontade em buscar com fé

    Aquilo que a gente é
    E quer de si, não a alheia
    Posse. A lua cheia
    Foi nova, crescente, até

    Ter tamanho verdadeiro.
    O ser é ser por inteiro.
    O poder de nossa mente

    Faz vontade ser dinheiro
    E fé ser o mensageiro
    Da vitória de repente.

    Disse Emerson, pensador norte americano - a mente é tudo e tu te tornas aquilo que pensas. Vamos pensar grande para ser do tamanho de nosso sonho e ter a quantia merecida pelo esforço. Muito bacana suas colocações. Parabéns! Meu abraço fraterno. Laerte.

    ResponderEliminar
  3. Aquele choque que temos quando nós tornamos adultas espero que consigas assim decorara o espaço como idealizas, adorei as inspirações que colocaste
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Que imagens inspiradoras! :D

    Estranha Forma de Ser Jornalista
    http://estranhaformadeserjornalista.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Com o tempo vais ter o teu cantinho :)

    ResponderEliminar
  6. Quem sabe se daqui a uns anos não consegues ter a vivenda que queres, ou um apartamento com um terraço maior :D
    Adorei estas fotos! Aposto que ficas com vontade de ter tudo em casa ahah

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

À noite gosto de contar as estrelas que estão no céu e de ver por onde anda a Lua. E tu do que gostas?