: Particularidades à la Cláudia #7


Detesto ter que dar aqueles dois beijinhos típicos sempre que vou a algum sítio e encontro pessoas conhecidas. Não que tenha alguma fobia ao contacto mas não consigo gostar desse ritual. Sinto o meu espaço invadido e prefiro dizer um simples "olá" do que ter que promover contacto físico com pessoas que às vezes mal conheço. As únicas pessoas que cumprimento sem sacrifício são o David e os meus familiares, por razões óbvias. De resto, fujo a sete pés. Só o faço quando não dá mesmo para evitar. 

Lembro-me de, no início da faculdade, colegas minhas chegarem e cumprimentarem todas as pessoas da turma. Eu cá chegava e dizia "Bom dia, sintam-se todos cumprimentados." Acho que sempre me senti desconfortável por ter que cumprir este protocolo social. Se antigamente me sentia "obrigada" a segui-lo, hoje em dia sinto-me à vontade para não o fazer, caso não me sinta à vontade. Não deixo de cumprimentar as pessoas, simplesmente não me obrigo a nada. Acho que o mais importante é sentir-me confortável e pouco me importa o que diz a etiqueta social!

Comentários

  1. Como te percebo! Também me sinto extremamente desconfortável. Tenho um colega que gosta imenso de cumprimentar as pessoas sempre com beijinhos e às vezes do nada também o faz. Acabei por me habituar, mas no inicio sentia-me tão desconfortável, e quando tenho de cumprimentar alguém assim é sempre um grande sacrifício.

    ResponderEliminar
  2. Também detesto ter de cumprimentar com beijinhos as pessoas ...

    ResponderEliminar
  3. Ai entendo-te tão bem! Eu também sou assim, a minha mãe não entende xd

    ResponderEliminar
  4. Sou exactamente assim. ODEIO. Não o faço, simplesmente.

    ResponderEliminar
  5. Prefiro abraços a beijos, por exemplo. Na maior parte dos dias, sou a primeira do meu grupo a chegar à faculdade, mas quando isso não acontece, também não me obrigo a cumprimentar. É por isso que há dias em que chego e dou dois beijos e há outros em que me limito a dizer um «bom dia». Noutras chego e dou um beijo na testa de cada um. Acho que também depende muito da nossa disposição. E não levo nada a mal, nem me faz confusão, se as pessoas chegarem e «só» cumprimentarem com um «olá». Prefiro isso a virem dar-me dois beijos por pura obrigação!

    r: Como te compreendo, minha querida.

    ResponderEliminar
  6. Eu confesso que também dispenso...


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  7. É isso e apertar a mão. Epá, às vezes acabei de lavar as mãos e aparece-me alguém que não sei em que é que andou a mexer. E se estiver num evento que meta comida, vou logo lavar as mãos outra vez. eheheh

    ResponderEliminar
  8. Ahhhh finalmente alguém que me compreende!!

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  9. Sou como tu, eu chego digo "Bom dia" e tá feito xD

    ResponderEliminar
  10. Será que este trauma a beijos surge pelas tias que nos babosavam com beijocas quando éramos crianças?... :)

    ResponderEliminar
  11. pior é quando temos de dar beijos a pessoas com quem nem sequer temos muita confiança, mas as pessoas tomam essa iniciativa. um aperto de mão é suficiente para mim!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

À noite gosto de contar as estrelas que estão no céu e de ver por onde anda a Lua. E tu do que gostas?