terça-feira, agosto 15

: Bichos Carpinteiros #2

Como o prometido é devido cá estou a mostrar-vos um pedaço da renovação da nossa despensa. Foi um trabalho que durou dois dias mas era facilmente feito apenas num. No domingo à noite tirámos tudo da despensa para cima da bancada e da mesa da cozinha e eu nem sei como consegui dormir, tamanha era a confusão! Deu ainda para pintar a parede atrás da estante de cinzento (o tom que está quase por toda a casa) e o David, que não sabe estar sossegado, ainda começou a pintar a ombreira da porta, do mesmo tom. E porquê esta necessidade de colocarmos cor na casa? Ela é toda branca e apesar de eu gostar o David já não é assim tão fã e então chegámos a um compromisso: escolhemos uma cor não muito forte nem berrante, que combinasse com a decoração, que servisse para pequenos apontamentos. 

O antes

Tínhamos uma estante de metal - daquelas mais básicas - que comprámos quando viemos para cá morar para desenrascar, visto que não tínhamos uma grande ideia para a despensa. Como podem ver a estante não utiliza o espaço todo e, para além disso, a parte inferior é tão baixa que a única coisa que cabe lá são garrafões e mesmo assim é preciso deitá-los primeiro. Nesta foto os caixotes da reciclagem já tinham saído da despensa.


O mestre de obras e seu vigia! O Floki é um grande fã de obras cá em casa. Deita-se a olhar para nós e vigia todo o processo. Neste caso o David estava a isolar a parede para depois pintá-la.

Depois de muita pesquisa percebemos que as estantes com medidas pré feitas não iriam dar para nós. O espaço não é assim tão amplo e temos uma caldeira enorme que condiciona, bastante, a altura da estante. Optámos então por comprarmos tábuas de maderia individuais (mandámos cortar ao tamanho certo) e trabalhámos as alturas através disso.

O momento intermédio

Desta forma conseguimos aproveitar o comprimento todo - de parede a parede - e ficámos com uma estante personalizada! Depois do chão ser aspirado e lavado (que aquele pó não saía nem por nada) tinha chegado a altura de arrumar tudo no sítio. 

O depois

Não só deu para arrumar tudo o que lá estava antes como ainda acrescentei os frascos do esparguete e do arroz, que estavam arrumados num outro armário. Conseguimos pôr, debaixo da estante, as caixas para os sacos e a nossa geleira que antes estava escondida dentro da arrumação da despensa, cuja entrada dá para ver do lado esquerdo da fotografia. Num geral ficámos com mais espaço e assim que vimos o resultado final ficámos felizes com a nossa escolha, visto que deu um ar completamente diferente à divisão só pelo facto de termos usado madeira! 

Ficou a faltar comprar frascos para as restantes massas (não comprei ontem no Ikea porque não sabia quantos iria precisar) e ainda vou tentar arranjar uma nova localização para aquele tabuleiro que está no topo da estante, de forma a conseguir criar zonas distintas e separadas para as diversas mercearias. Queremos ainda tentar aproveitar as madeiras que sobraram para criar algumas prateleiras até ao topo na parede esquerda, para arrumarmos ferramentas/materiais dos bonsais do David. Ainda assim noto bastantes diferenças e sinto que estamos no caminho certo!

Sabem qual foi o destino da estante de metal?! O escritório! Está para já a servir como arrumação para a roupa do David. E que bem ficou lá.

O que acharam desta mudança? Acrescentariam alguma coisa?

7 comentários:

  1. R: Obrigada minha querida :)

    Eu gostei do resultado, tem mais arrumos que antes, o que é óptimo.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  2. Gostei! Gosto mt dessas mudanças :)

    ResponderEliminar
  3. Gosto bastante! Mais arrumação parece ter, que é o mais importante numa despensa.

    ResponderEliminar

À noite gosto de contar as estrelas que estão no céu e de ver por onde anda a Lua. E tu do que gostas?