sábado, setembro 16

: Ir de férias com cães? As minhas dicas!

Floki pronto para dormir, numa das muitas viagens de carro!

Finalmente tivemos uma semana de férias dignas desse nome! Sair do ambiente habitual e poder fugir à rotina. Foram só cinco dias mas, sem dúvida, os suficientes para relaxar e deixar para trás algumas das preocupações... Inspirada pela viagem trago-vos umas dicas para viajar com os patudos!

Antes de ir

1 - Fazer uma lista com tudo o que será preciso. A maioria das pessoas faz listas quando vai viajar. Seja do que precisa levar na mala ou o planeamento das refeições (eu sou das que faz isso!). Porque não fazer uma lista para nomear tudo o que se precisará para o patudo? Assim conseguimos evitar esquecimentos!

2 - Contabilizar a ração necessária. Não é muito cómodo levar uma saca de ração de 13Kg atrás! Desta vez optámos por comprar uma saca de 2Kg da mesma marca que ele come mas com um sabor diferente, para irmos variando. Mas também ponderámos medir a ração diária e levar tudo numa caixa que comprámos especificamente para isso. O importante é ter a certeza de que não ficamos sem comida para o cão a meio das férias!!

3 - Levar a cama do cão. Se nós não nos esquecemos das nossas almofadas para estarmos mais confortáveis também não nos podemos esquecer do nosso amigo de quatro patas. Pusemos na mala a cama dele, que felizmente é fácil de arrumar. Ele decerto agradece por ter um sítio conhecido e com o seu cheiro no meio de tanta coisa nova que tem para descobrir!

4 - Levar dois/três brinquedos. Mais do que isso é excesso de peso. Ele não brinca com todos ao mesmo tempo e basta levar aqueles que sabemos à partida que ele prefere!

5 - Preparar uma mini mala de primeiros socorros. Sempre que saímos com ele, nem que seja para dar um passeio, levamos um pequeno kit de primeiros socorros: compressas; betadine; soro; toalhitas. Para uma viagem adicionamos cotonetes; líquido para limpar os ouvidos; vaselina. Podemos nem precisar de usar nada disso mas mais vale prevenir. 

6 - Pesquisar centros veterinários na zona. Esta foi uma das nossas maiores preocupações e fizemos uma pesquisa na zona para onde fomos. Recolhemos números, localizações, horários. Talvez sejamos demasiado preocupados mas, mais uma vez, preferimos a prevenção! Principalmente porque o Floki já nos pregou alguns sustos e mais vale não arriscar. 

7 - Pesquisar locais pet friendly. Quando pesquisámos sítios para ir de férias nunca pusemos a hipótese de deixar o patudo para trás. Escolhemos uma casa que aceita cães e planeámos os dias de modo a incluí-lo. 

Durante a viagem

1 - Evitar começar a viagem logo após uma refeição. Cometemos esse erro uma vez e o Floki acabou por vomitar. A partir daí esperamos, pelo menos, uma hora até começarmos a viagem e vamos com ele à relva antes de entrar no carro para que ele faça as suas necessidades. Desde aí nunca mais tivemos problemas.

2 - Manter o cão em segurança. Levar o cão solto dentro do carro cria perigo não só para o animal - em caso de acidente - como para o condutor, visto que o patudo pode tentar saltar para cima de nós. Além disso se forem mandados parar pela polícia levam uma bela multa! Nós por cá optámos pelo cinto de segurança próprio para animais, preso ao arnês. Ainda tentámos que ele se habituasse a andar numa transportadora mas era um castigo metê-lo lá dentro e ele ficava stressado. Com o cinto ele vai super sossegado e adormece em cinco minutos. Vamos todos descansados!

3 - Fazer paragens periódicas. Se estiver muito calor e o vosso carro não tiver ar condicionado - que é o caso do nosso - convém parar algumas vezes para refrescar o cachorro e dar-lhe água, principalmente em viagens muito grandes! Convém também deixá-lo andar um pouco caso queira aliviar a bexiga...

4 - Manter o carro o mais fresco possível. Este ponto vem de encontro ao anterior. O nosso carro não tem ar condicionado por isso optamos por andar com os vidros abertos para o vento circular o máximo possível. 

5 - Nunca deixar o patudo fechado dentro do carro. Sei que há imensas campanhas que alertam para este factor mas nunca é demais relembrar: bastam poucos minutos para as coisas correrem mal! Por exemplo, nós tivemos que fazer uma paragem para fazer compras e enquanto eu fui buscar o que precisávamos o David ficou na rua com o cachorro. Tudo se resolve, basta querer!


Estas dicas adaptam-se à realidade que vivemos aqui por casa. Têm alguma dica que queiram acrescentar??

9 comentários:

  1. Óptimas dicas! Espero que as férias tenham sido boas :)
    Acrescentaria só levar o boletim dele e o papel do registo na Junta, porque se forem parados pela polícia pode ser necessário :)
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, sem dúvida! Boa lembrança :)

      Nós como levamos sempre os documentos dele quando saímos nem me lembrei. É algo super natural cá em casa :p

      Eliminar
  2. Não é coisa sobre a qual possa opinar, mas decerto serão dicas úteis para quem escolhe levar os animais atrás nas férias :)

    ResponderEliminar
  3. Felizmente tem sido muito fácil viajar com a Mel. Também vai presa com o cinto de segurança e adormece num instante.

    ResponderEliminar
  4. Bem vinda! Se todas as pessoas fossem como vocês, haveriam muitos mais animais felizes!

    ResponderEliminar
  5. Ainda bem que descansaste, espero que te tenhas divertido.
    Óptimas dicas, por vezes as pessoas esquecem-se de que os patudos também precisam de cuidados e das suas coisas.
    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  6. Planeamento e prevenção são mesmo duas palavras a ter em conta, porque evitamos esquecer-nos de algo importante e porque temos maneira de agir se alguma coisa acontecer depois.
    De momento, não tenho animais em casa, mas acho que estas dicas foram bastante úteis!

    ResponderEliminar
  7. Era bom que todos os donos de cães lessem estas tuas dicas!

    ResponderEliminar
  8. Belas dicas! É importante acabar de uma vez com o abandono dos animais no Verão...

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar

À noite gosto de contar as estrelas que estão no céu e de ver por onde anda a Lua. E tu do que gostas?