segunda-feira, outubro 16

: A esperança que se vai.


Não consigo escrever palavras de esperança quando Portugal está a arder. O nosso país - o nosso belo país - está a ficar negro. Na paisagem, na alma de todos nós. Tantas vidas que são perdidas. Pessoas que perdem tudo. Um pinhal com 700 anos de história que desaparece, quase por completo, num dia. O meu coração está apertado, por ter um incêndio relativamente perto da aldeia que me acolhe todos os verões e onde o David tem família. Sinto-me impotente, aqui tão longe. Sinto-me sufocada, sem conseguir imaginar como estarão as coisas por lá. Portugal, o país que eu tanto amo, está reduzido a cinzas. Está reduzido a lágrimas, tristeza, luto. É urgente reunir especialistas para estipular estratégias, para tentar prevenir novas catástrofes. É essencial dar a mão a quem luta contra as chamas; A quem com nada ficou. Está na altura de deixarmos os problemas menores de lado e unir forças, para fazer a diferença. Por Portugal, juntos. Por Portugal, sempre.

9 comentários:

  1. Não podia dizer melhor, infelizmente :(

    ResponderEliminar
  2. Toda esta situação é desoladora! Nem há palavras :/

    ResponderEliminar
  3. Tem sido angustiante, receber o telefonema da avó do meu namorado a chorar compulsivamente em pânico, porque estavam a respirar mal, rodeados pelo fogo e sem bombeiros por perto, foi sem dúvida um soco no estômago, sentir-me impotente, longe...
    Eu vivo em Lisboa, mas sou de Coimbra e todos os meus amigos e família estão lá, alguns viveram momentos de sufoco. =(

    MRS. MARGOT

    ResponderEliminar
  4. O que aconteceu resume-se a cinco letras: merda!

    ResponderEliminar
  5. Isto deixa-me mesmo triste, de coração apertado, já deitei umas quantas lágrimas a ver as notícias, publicações, tudo. E os bombeiros que tanto fazem e ainda são denegridos e ainda se sentem insuficientes? Isto tem de mudar.
    Todos, devemos mudar e ajudar, não podemos continuar assim.

    ResponderEliminar
  6. Estou muito triste e revoltada com tudo o que está a acontecer nestes últimos dias, já nem consigo falar sobre tudo isto de tão inacreditável que é.

    ResponderEliminar
  7. Isto é mesmo triste... este ano tem sido terrível, espero que tenha ficado por aqui, porque, pelo andar da carruagem, daqui a pouco, não temos mais nada para arder! O fogo já nos levou tanto...

    ResponderEliminar

À noite gosto de contar as estrelas que estão no céu e de ver por onde anda a Lua. E tu do que gostas?