sábado, novembro 4

: « Dias de chuva » - parte 1


Começou a chover e eu, que tinha acabado de estacionar à porta de casa, fiquei sentada dentro do carro. Aquela chuva veio na altura certa, como que me dando um motivo para ficar sossegada naquele sítio. De olhos fechados ouvi as gotas baterem na chapa, de forma sistemática e coerente. Subitamente a chuva tornou-se mais intensa e eu abro os olhos. No meio de tanta inconsistência a água parece querer lavar todas as minhas incertezas. Olho para a janela da sala, de luzes apagadas. Para quê entrar se estarei sozinha? Sempre sozinha... Nunca pensei ter que enfrentar a vida desta forma. Nunca pensei ter que calar os demónios que me visitam à noite. A altura do dia que mais temo. Torno a fechar os olhos, na esperança infantil que subitamente a luz se acenda. Na esperança infantil que tivesses voltado. A chuva continua a cair e eu lembro-me de ti. Lanço-te maldições, onde quer que estejas. A chuva fustiga o carro e eu choro. Afinal de contas foi a chuva - esta mesma chuva de uma noite de Novembro - que te levou de mim.


Agora um desafio: deixem-me uma palavra nos comentários. A partir de cada uma das palavras criarei as próximas partes desta mini história.

16 comentários:

  1. Eu gosto de chuva, mas é precisamente ela que me faz pensar sobre tudo e mais alguma coisa! Acaba por me deixar triste, mas ao mesmo tempo, tudo o que aconteceu, é parte de quem sou agora :)

    ResponderEliminar
  2. Gostei do texto. A palavra: energia. Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  3. Deixo uma das mais belas palavras da língua portuguesa, em conluio com o elemento da água: Nenúfar.

    ResponderEliminar
  4. Acho uma excelente ideia este desafio :)
    A palavra que te deixo é: luz.

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  5. Ai, gostei muito. E estou curiosa com o que sairá daqui :)

    Palavra: Silêncio.

    ResponderEliminar
  6. Adorei este início! E estou bastante curiosa para as partes que se seguem :)
    Deixo-te a palavra colo!

    r: A sério? Isso é curioso ahahah nunca vi O Senhor dos Anéis, mas o Titanic já duas ou três vezes e, por acaso, nunca me deu para dormir
    Se a quiseres levar, estás à vontade :D

    Sim, também acabo por preferir a polaroid mesmo. Pois, é o grande problema destas máquinas, é que não temos noção se a foto ficou bem ou não, e corremos o risco de estar a gastar rolo e não aproveitarmos uma que seja.
    Parece-me uma excelente opção, de facto!

    ResponderEliminar
  7. Gosto do texto. É para continuar? Vou gostar de ler :)

    Palavra? Esperança

    Beijinho

    ResponderEliminar
  8. Quero a parte 2, 3, 4 e por aí fora! Escreves tão bem! A palavra que te deixo é: cinzento
    Beijinho, Ana Rita*
    BLOG: https://hannamargherita.blogspot.com/ || INSTAGRAM: @rititipi || FACEBOOK: https://www.facebook.com/margheritablog/

    ResponderEliminar
  9. Conquista, é a palavra que te dou. Aguardo a continuação. Beijinhos*

    ResponderEliminar
  10. A minha palavra para ti é "insistência". E adorei o texto, claro...

    ResponderEliminar
  11. r: Tem um estilo muito próprio! Somos duas :)

    ResponderEliminar
  12. r: Tenho a certeza que é uma medida passageira.

    ResponderEliminar

À noite gosto de contar as estrelas que estão no céu e de ver por onde anda a Lua. E tu do que gostas?