domingo, novembro 12

: « Dias de Chuva » - parte 2


Quando a chuva finalmente parou, largos minutos depois, arranjei coragem para entrar em casa. O silêncio é avassalador. O vazio parece querer sufocar-me. Nas paredes dezenas de fotografias, que ainda não tive coragem de guardar. Recordações que tanto me magoam como me confortam. O teu olhar, sempre tão profundo, acompanha-me ao longo do corredor e eu tenho que acender todas as luzes. Distraio-me com frivolidades para afastar os fantasmas que teimam em vir, dia após dia. A televisão sempre acesa para me fazer companhia. Suspiro, cansada desta tristeza que não me abandona. Sinto falta da energia que davas aos nossos dias. À forma positiva como encaravas os problemas. Sinto saudades de te ter ao meu lado, quando chegava do trabalho. Essa é a parte mais difícil do meu dia: chegar. E tu não estares.


A palavra usada foi energia e foi-me dada pela Ana Rodrigues da Just Fantasy Bijuteria

16 comentários:

  1. Aguardo pela continuação, tens mesmo jeito :)

    ResponderEliminar
  2. Que texto maravilhoso, cheio de emoção. Lindo mesmo.

    ResponderEliminar
  3. é muito mau, chegar ao fim do dia, e "aquela" pessoa não estar lá...

    ResponderEliminar
  4. Adorei a continuação. E a forma como desenrolaste esta segunda parte com a palavra escolhida :)

    ResponderEliminar
  5. Estou a gostar desta história, é para continuar? :) escreves bem!

    ResponderEliminar
  6. Que interessante ver essa palavra selecionada, obrigada :D a escrita é super agradável, a história é envolvente, e o facto de ser tipo em crónica, textos curtos, facilita o seguimento. Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Fico impressionado como algumas pessoas conseguem partir de meia dúzia de palavras soltas e encaixá-las de modo a formar um texto com pés e cabeça. Acho que devias aproveitar esse talento para a escrita. :)

    ResponderEliminar
  8. Uau, adorei! Fiquei mesmo fascinada com o texto :)

    Beijinhos,
    DEZASSETE | INSTAGRAM

    ResponderEliminar
  9. R.Espero também assentar em muita coisa nos 25 :D Adorava que estivesses presente nesse dia :)

    ResponderEliminar
  10. Awww que texto bonito e triste ao mesmo tempo, já me senti assim...

    MRS. MARGOT

    ResponderEliminar
  11. Adorei :) palavra usada como assim?
    R: Eu não liguei nem vou ligar, não quero saber. Por mim que fique em casa mais tempo :p

    ResponderEliminar
  12. Uau, que texto fantástico. E acho que já sentimos todos um pouco o que descreves. Belo trabalho no uso dessa palavra.

    ResponderEliminar

À noite gosto de contar as estrelas que estão no céu e de ver por onde anda a Lua. E tu do que gostas?