domingo, janeiro 14

: « Dias de Chuva » - parte 11


Há dias em que não me sinto suficientemente boa em nada. Mas depois lembro-me de ti, das tuas palavras de encorajamento e do teu sorriso. Lembro-me da tua insistência para que eu não desistisse de nada, mesmo quando o futuro não se afigurava risonho. Agarro-me, como se não existisse mais nada, a essas memórias e sigo em frente. Talvez não seja realmente a melhor em algo, mas sou a melhor versão de mim mesma. Faço as coisas com coração e não me deixo levar pelas mil e uma vozes que se tentam sobrepôr às minhas crenças. Acredito na persistência, nos sonhos que não podemos deixar morrer. Acredito na força que guardamos dentro de nós e que surge quando não achamos possível dar mais um passo. Acredito no poder que todos encerramos nas nossas decisões. Nós fazemos o nosso caminho, dizias-me naqueles momentos em que me vias confusa e desanimada. E é verdade, realmente verdade. Fiz o meu caminho contigo e agora tive de aprender a fazer o meu caminho sozinha. Caminhos diferentes mas que guardam memórias que me deixam igualmente feliz. Uma felicidade que assume diferentes formas; diferentes sentidos. Momentos que nunca esquecerei.

A palavra usada foi insistência e foi-me dada pela i. do Lei da Inércia

13 comentários:

  1. Muito bonito o texto. O importante é nunca desistir.
    Um beijinho grande*
    Vinte e Muitos

    ResponderEliminar
  2. Gosto sempre tanto das tuas histórias:)
    Parece que ficamos submersos nas palavras!

    ResponderEliminar
  3. Insistir é sempre importante. A I também sabe disso e fez bem em escolher essa palavra ;)

    ResponderEliminar
  4. É impossível não gostar do que escreves. Está incrível :)

    ResponderEliminar
  5. R: Exatamente. Ai também eu, juro que me sentia muito mais em forma naquela altura ahah

    ResponderEliminar
  6. Insistir e não desistir é mesmo o melhor que podemos fazer. Porque o futuro, mais cedo ou mais tarde, vai acabar por nos sorrir.
    Adorei, minha querida *.*

    r: Acho que vais gostar :)

    ResponderEliminar
  7. E que texto! Estimei :)
    Realmente há vezes que temos que fazer as coisas por nós e não por quem nós achamos que nos faz bem a vida toda. Mas o que conta é sentirmo-nos bem e capazes de fazer o que decidimos para nós :D
    beijinhooo **

    ResponderEliminar
  8. Que lindo texto! O importante e o que podemos ficar das pessoas que conhecemos são esses momentos! Momentos que nos ajudam a crescer, chorar, sorrir, ... Como é bom !
    Amei o blog! Super mimoso e muito bem escrito! Parabéns, ganhaste uma subscritora ;)

    Beijinhos da Inês do blog: umblogindisponivel.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  9. tão bom, tão bom, tão bom :)

    r: owww! obrigada :)

    ResponderEliminar
  10. Do que gostei mais, foi: "sou a melhor versão de mim mesma".

    R: Tens que parar um dia em Alcácer. Estaciona na margem esquerda (a sul), passa a ponte pedonal e embrenha-te nas ruelas árabes a fazerem lembrar Alfama. No passeio junto ao rio existem vários restaurantes com boa comida a preços razoáveis (com 15€ por pessoa, ficamos "de umbigo espichado"). eheheh
    Se for perto do pôr-do-sol, vista da margem esquerda a cidade fica como que banhada a ouro.
    É muito bonita, sossegada e acolhedora.
    Pagaram-me para dizer isto... mentira. eheheh

    ResponderEliminar

À noite gosto de contar as estrelas que estão no céu e de ver por onde anda a Lua. E tu do que gostas?