terça-feira, fevereiro 13

: O porquê de preferir os hospitais privados.


Faz confusão a algumas pessoas o facto de eu pagar um seguro mensal de saúde e de optar por ser seguida num hospital privado sempre que preciso. Principalmente porque tenho médica de família e até sou isenta no serviço de saúde público. Dizem-me que é dinheiro mal gasto e que o público sempre os serviu bem. Ainda bem, eu cá tenho razões de queixa. Praticamente desde que nasci. Tive um problema ao nascer e precisava de consultas ortopédicas com frequência. Claro está que os meus pais tiveram que recorrer ao privado porque se estivessem à espera de uma consulta no público eu tinha andado de aparelho até aos dois anos.

Não é por mania ou por me achar superior. Sejamos sinceros... quantas pessoas estão meses (às vezes até anos) à espera de uma consulta/operação num hospital público? É triste mas quando comecei a ganhar o meu dinheiro - e depois de falar com os meus pais - decidi que iria fazer um seguro de saúde. Esse seguro abrange agora o David também e damos imenso uso principalmente com o dentista, onde poupamos imenso! Fora isso eu também uso bastante para a ginecologista e vou lá à dermatologista. O lado bom? No máximo - dos máximos!! - ao fim de um mês tenho consulta. Quando fui a primeira vez à dermatologista não saí de lá sem um check up geral bastante pormenorizado. Sempre que vou à ginecologista venho de lá com exames marcados e ela faz sempre um exame geral mesmo que não me faça a citologia. Claro que estou a pagar para isso mas - numa perspetiva geral - os médicos do serviço público só mandam fazer alguns exames em último recurso. E há doenças que quanto mais cedo se descobrirem melhor. 

Sei que há hospitais públicos bons, onde o serviço é de excelência. Mas aqui na minha zona o serviço não é dos melhores e as queixas são mais do que muitas. Se me custa dar imenso dinheiro todos os meses pelo seguro? Sim. Mas depois lembro-me que estou a investir em mim e na minha saúde. Lembro-me que estou a ser bem tratada e que isso vale todo o dinheiro que possa gastar. Mariquices para alguns. Para mim um bem que deveria ser essencial a todos. 

20 comentários:

  1. Acho que depende sempre da experiência de cada um.
    Um beijinho grande*
    Vinte e Muitos

    ResponderEliminar
  2. Sou tal e qual como tu. Sobretudo em urgências, se vamos ao médico é porque estamos mesmo aflitos não é para ficar 1 dia inteiro numa sala de espera cheia de gente, cheia de viroses e tudo e mais alguma coisa.
    Gasta-se muito, é verdade, mas infelizmente no nosso país se não formos ao privado bem podemos morrer a espera de uma consulta "urgente"

    ResponderEliminar
  3. Na saúde, nunca é mal gasto! E concordo contigo. Na verdade, tenho a sorte de ter a adse... e gosto daquilo que vejo e da forma como me tratam!

    ResponderEliminar
  4. Ter seguro é muito vantajoso. Antes de o ter pagava 70€ por uma consulta na ginecologista e agora pago 30. Por um lado, é revoltante pensar que a saúde é um direito natural universal, que nem todos podem ter um seguro e acabam por não receber os cuidados que merecem precisamente por terem de ficar imenso tempo na lista de espera :(

    ResponderEliminar
  5. Nunca é dinheiro mal gasto, também tenho seguro de saúde e prefiro o privado. Por vezes, recorro ao público, mas prefiro o privado, sempre achei que era melhor tratada lá, mais rápido e mais completo, sem dúvida.

    ResponderEliminar
  6. Investir na saúde nunca é dinheiro mal gasto. Eu, como estudante de enfermagem, que já passou por ambas as realidades não partilho muito bem a tua opinião. Sim, é verdade, a principal vantagem é mesmo o tempo de espera. O tempo de espera por consultas, cirurgias, ... num hospital público é ridículo mas a culpa é da organização do nosso Sistema Nacional de Saúde e da falta de profissionais. A nível de cuidados não encontrei grande diferença entre o público e privado.

    Beijinho!

    ResponderEliminar
  7. Acho que fazes muito bem, não é nada dinheiro mal gasto. Eu costumo ir ao público em questões de urgência... E, se não for nada de grave/urgência (tipo a minha mãe que teve de ser operada à mama, mas não era uma coisa imediata), leva o seu tempo e funciona. No entanto, é sempre bom ter as duas opções... Já tive problemas que no público nem detectados foram, quanto mais tratados.

    ResponderEliminar
  8. eu tive a sorte de ter SAMS até começar a trabalhar e depois de começar a trabalhar sempre tive seguros privados. as poucas vezes que fui ao público arrependi-me sempre. nunca fui mal tratada mas em comparação com o privado fica atrás em vários pontos (tempo de espera por consultas, atrasos, atendimento, etc.). não estou a dizer que os privados são perfeitos, já fui mal atendida em privados, mas em termos de liberdade que um seguro privado proporciona em consultas com especialistas ou uma ida às urgências, por exemplo, é seguramente uma vantagem.

    ResponderEliminar
  9. Em questões de saúde, devemos procurar o melhor para nós. E, no fim, acaba por nunca ser dinheiro mal gasto. Claro que, por vezes, os custos não são os mais convidativos, mas acho que há esforços que se devem fazer

    r: Aconselho ambos, minha querida :) é uma cidade encantadora e aquele restaurante/bar é uma excelente escolha

    ResponderEliminar
  10. Concordo plenamente com o que disseste, pessoalmente também prefiro o privado e apesar de para já não ter seguro planeio fazer um quando começar a trabalhar.
    Os hospitais públicos na zona onde vivo são simplesmente horríveis muitas vezes em termos de atendimento e em tempo de espera também... Por isso considero que o dinheiro gasto em saúde é sempre bem gasto

    ResponderEliminar
  11. É muito verdade o que dizes, eu só não estou no privado porque o dinheiro cá em casa não estica, porque se não apostaria em serviços privados, são rápidos e mais atenciosos.

    ResponderEliminar
  12. Sou da mesma opinião, e aliás, também faço usufruto disso! É um descanso enorme!

    ResponderEliminar
  13. R. Sim concordo completamente, devíamos ter todos direito ao mesmo tipo de tratamento médico ! :)

    ResponderEliminar
  14. O privado e público acabam por ter imensas diferenças. O melhor do privado é não ter aquelas filas intermináveis de espera para ser atendidos\operações\tratamentos...


    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  15. Investir na saúde nunca é dinheiro mal gasto, afinal é o que temos de mais precioso.
    Por acaso, morando ainda com os meus pais, vou ao público, no entanto, tenho notado e assistido a coisas que me levam a pensar se continuará a compensar.

    ResponderEliminar
  16. eu ultimamente quando estou doente tenho ido ao hospital privado, porque o hospital público aqui em Guimarães tem andado demais, é impossível ir lá.

    r: obrigada querida :)

    ResponderEliminar
  17. Assim que estiver financeiramente estável, algo em que quero mesmo investir é num seguro de saúde e acho que vale muito a pena e é um investimento de nós para nós e para o nosso bem. Beijinhos*

    ResponderEliminar
  18. Termos um seguro dá sempre jeito e concordo plenamente contigo :)

    ResponderEliminar
  19. Plenamente de acordo. Também uso. Se é um "luxo" que podemos pagar, é o dinheiro mais bem gasto, um descanso. Para mim onde mais noto diferença é nas urgências: quer no tempo de espera (que é muito menor) quer no atendimento e higiene.

    ResponderEliminar
  20. Percebo-te bem, quando trabalhar também quero ver se faço um seguro para mim.

    ResponderEliminar

À noite gosto de contar as estrelas que estão no céu e de ver por onde anda a Lua. E tu do que gostas?