quarta-feira, maio 23

: «Porque não compras um carro?»


Se eu ganhasse uma moedinha por cada vez que me perguntam isto já tinha dinheiro para comprar um ferrari, no mínimo. Eu faço praticamente tudo de transportes públicos: vou trabalhar, vou ao médico, vou às aulas de música e até já cheguei a ir às compras. Os horários nem sempre são os melhores - claro que tenho de admitir - mas consigo fazer tudo o que quero usando comboio/autocarro/metro. É raro o autocarro falhar ou chegar atrasado e elimino logo uma das grandes preocupações da sociedade atual: estacionar. 

Quando sabem que ando de autocarro dizem sempre: "Então mas tens que tirar a carta". E ficam confusos quando digo que já a tenho. Pior, que até gosto de conduzir. Confesso que agora tenho algum receio porque já não o faço a algum tempo mas adoro a sensação de conduzir um carro. Dizem-me logo que então tenho que comprar um carro para mim e que um dia com um filho me vai dar jeito. E eu torço o nariz... Então como fazem tantas pessoas que não têm carro ou não têm carta? Hum... Um mistério.

Eu sou fã dos transportes públicos por vários motivos. Principalmente porque fica mais em conta. Pago 37€ por mês e posso andar todos os dias, as vezes que eu quiser, em toda a rede da empresa de autocarros à qual pertence o passe. O David sempre que atesta o carro é só o dobro. Fora o desgaste das peças, as revisões, o selo, o seguro, a inspeção... Estão a perceber onde quero chegar, certo? Já há um carro cá em casa e chega perfeitamente para a vida que temos. Eu oriento-me bem de transportes e até hoje não me vi presa em momento nenhum. Posso demorar a chegar aos sítios mas chego, nem que seja a pé. O importante é chegar!!

14 comentários:

  1. Infelizmente não é possível a todos optar por esse meio de transporte. Adoro conduzir. Mas se tivesse oportunidade usaria os transportes públicos para me deslocar principalmente para o trabalho diariamente. Tal como disse fica muito mais em conta. O problema é que nas zonas menos centrais a oferta é tão pouca. Chega a haver um autocarro de madrugada e outro as tantas da noite de regresso. Fica impossível alguém usar exclusivamente transportes públicos com esse género de oferta.

    https://jusajublog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Partilho exactamente a mesma opinião.
    Às vezes chateia as pessoas estarem constantemente a perguntar o mesmo.

    ResponderEliminar
  3. O meu discurso sempre foi parecido com esse, a sério! Eu nem carta tenho :P mas tenho q confessar-te que... as pessoas têm razão, sabes? Não sei onde vives, mas nem todos os sítios têm facilidade de transportes. Tendo um carro já vos facilita, certamente, mas a questão dos filhos é bem verdade. Eu sempre andei com o meu pequeno para trás e para a frente de comboio e autocarro (crianças no metro em hora de ponta e com carrinho de bebé é para esqueer...). E sempre me safei. Mas o carro é outro conforto e facilidade (claro que dispendioso, é inegável). Por exemplo, se os pais trabalharem por turnos e o que está em casa com o bebé/criança não tiver carro, no caso de esta se sentir mal durante a noite... não há transportes às 3 da manhã que vos possam levar ao médico.

    ResponderEliminar
  4. 37€ gasto em combustível secalhar em metade do mês :( se tivesse oportunidade fazia o mesmo que tu!

    ResponderEliminar
  5. Eu sinto o mesmo, mas em relação à carta.
    Honestamente, acho que as pessoas nem se dão ao trabalho de pensar que os outros podem não ter as mesmas prioridades que elas. Isso ou acham que por estarem constantemente a perguntar vamos fazer as coisas mais depressa -.-
    Ultimamente, como estou mais por casa, não tenho necessidade de andar de transportes, mas gosto bastante. E, lá está, evitam-se logo algumas complicações.

    ResponderEliminar
  6. Quando morei numa cidade grande era adepta dos transportes públicos pelas mesmas razões. Não se tem que pagar parquímetro nem nada! E ajudamos o ambiente

    ResponderEliminar
  7. É pena haver tão pouca gente com esse tipo de raciocínio. Há pessoas que deviam ter nascido com rodas em vez de pernas. Andam 300 metros de carro para irem ao café. E ainda há outra vantagem: és menos uma aselha a estorvar o trânsito. eheheheheheheheheh
    Estou a brincar. Não resisti... tinha que dizer isto. lololol

    ResponderEliminar
  8. Olha eu sou o oposto, se puder fujo a sete pés dos transportes públicos ahah

    ResponderEliminar
  9. Se tivesse essa oportunidade nem pensava 2 vezes, por não gostar de conduzir e por gastar 40€ em 2 semanas só de combustível :(

    ResponderEliminar
  10. r: Tão bom *-* espero não desiludir!

    Ainda só li dois livros de Jane Austen, mas aconselho. Sobretudo "Orgulho & Preconceito", que é fabuloso

    ResponderEliminar
  11. Eu vivo numa cidade pequena em que tudo tem que ser feito a pé ou de carro. Tenho autocarro à porta de casa mas não há a todas as horas. Para o dia a dia de uma família normal, acho que não é suficiente. Toda a gente tem carro aqui. Nós não temos.

    Quando vivia com os meus pais, sempre usei o carro deles. Usava apenas para ir trabalhar e de vez em quando para ir ter com o meu namorado. Quando ele foi viver para mais longe, ponderei comprar um carro para mim, mas nunca surgiu a oportunidade. Acabei por não comprar. Ele fazia igual: usava o carro dos pais ou do avô, tinha sempre um carro disponível, nunca sentiu necessidade de ter um só dele. Depois fomos viver juntos e ainda não se proporcionou. Temos outras despesas e outos objetivos e, morando praticamente no mesmo sítio onde morávamos antes, temos as mesmas necessidades. Só saímos de casa para ir às compras (vou com os meus pais, não preciso de um carro meu) ou para ir a casa dos pais dele (usamos o carro dos meus pais e agora temos um carro que era dos pais deles e estava parado, sem uso). Não usamos o carro para mais nada, quando é preciso alguma saída mais longe, usamos o carro novo dos meus pais, que está sempre na garagem.

    Queremos ter o nosso carro porque também não vamos passar a vida dependentes de terceiros e também tem essa questão da autonomia e futuros filhos, mas não é algo que nos faça falta agora. As pessoas passam a vida a dizer que temos que comprar carro, curiosamente vem sempre de pessoas que não têm nada a ver com o assunto. Os meus pais e os pais dele, que nos emprestam os carros quando necessário, até apoiam a que não compremos já, que usemos os deles e depois compramos algo melhor quando precisarmos realmente.

    Tivesse eu transportes públicos a qualquer hora, como nas grandes cidades, e não compraria carro, de todo.

    ResponderEliminar
  12. Eu nem carta tenho, mas ando a pensar nisso!!

    Mas concordo que para o dia a dia os transportes públicos é o melhor que temos em termos de poupança.

    Só é pena estarem casa vez mais atrasados nos horários, sempre super lotados, e tenho reparados pelo menos no bus que existem cada vez mais condutores a falarem ao telemóvel, mesmo só com um auricular devia ser proibido, pela quantidade de vidas que levam diariamente...

    Bjs
    https://titicadeia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  13. Eu confesso que também me admiro imenso com o pessoal que só anda de carro por Lisboa. Claro que nos casos em que têm estacionamento no local de trabalho acho mais compreensível, mas gosto de ir de transportes para poder pôr a leitura ou as redes sociais em dia :p

    ResponderEliminar

À noite gosto de contar as estrelas que estão no céu e de ver por onde anda a Lua. E tu do que gostas?