quinta-feira, maio 17

: Saltou-me a tampa.



Sempre me irritou - mesmo antes de ter o Floki - estar constantemente a pisar cocós ou ter que andar sempre atenta para não os pisar. Por isso mesmo, desde que ele veio para cá que temos todo um stock de sacos interminável e nunca vamos à rua sem tê-los presos na trela. Sou incapaz de deixar os espaços que frequento sujos e se todos pensassem assim os vários espaços verdes seriam mais convidativos. Para todas as pessoas, com ou sem animais.

Talvez por isso deteste ouvir bocas de pessoas que não me conhecem, quando estou em determinado sítio com o Floki. Ele nunca vai à rua sozinho, anda sempre de trela e apanhamos sempre tudo. Mas pessoas que não nos conhecem acham-se no direito de nos apontar o dedo e dizer que não podemos estar aqui e ali. Desta última vez saltou-me a tampa. Fui a um determinado local - que por sinal estava já bastante minado antes sequer de eu lá chegar - e o dono de um café próximo refilou logo comigo que não podia estar ali e que aquilo puxava moscas. Era muito cedo, eu estava de mau humor e teve que me ouvir. Disse-lhe, sem pensar duas vezes, que aquilo que ali estava não era do meu cão porque apanhava tudo. Pior foi descobrir que ele até sabe a quem pertencem os cães que ali vão mas não diz nada às pessoas, porque elas lhe dão dinheiro no café. Compreendo o lado dele e acredito que fique ali mau cheiro mas levei a mal. Ele nunca me tinha visto na vida por isso não deveria fazer logo juízos de valor. Na pior das hipóteses ficava à espera para ver o que eu fazia.

Se era mais fácil eu não apanhar o que o Floki faz? Claro que sim, o cheiro é desagradável. Mas não sou só eu que frequento os espaços, daí ser preciso ter civismo. Se queremos que o mundo evolua temos que começar a mudar as coisas pequenas!



13 comentários:

  1. Eu deixei de ir a um parque com o pequenino ao pé de casa porque está sempre minado de donos sem civismo.

    Acho muito bem que tenhas respondido e acho muito bem que continues a praticar o bem!

    Agora o melhor de tudo... Floki por causa dos Vickings?

    Beijinhos
    https://titicadeia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Que homem mais hipócrita, ataca-te quando cumpres o teu dever mas não diz nada aos que não apanham os cocós dos seus cães porque vão ao café dele -.- Espero que lhe tenhas mandado uns berros, a sério.

    ResponderEliminar
  3. Que haja mais pessoas como tu!
    Apontar o dedo é mais fácil do que compreender o que realmente aconteceu, enfim mais do mesmo.

    ResponderEliminar
  4. Faço exatamente o mesmo, e incomoda-me ver gente que não o faça. E é por causa dessas pessoas que depois temos espaços barrados a animais, como é o caso das praias. Uma altura, quando ainda no primeiro ano em que tive o meu Faísca, fomos a uma praia não vigiada e estavamos a caminhar à beira mar. Ele preso na trela, sem nunca o deixar chegar perto de ninguém para não incomodar. Entretanto entramos numa praia vigiada (nem nos apercebemos) e vem um nadador salvador falar connosco para dizer que o cão não podia estar ali por motivos de saúde publica. E ele até se riu quando eu disse "Então, se eu der dois passos para trás e ficar na praia não vigiada, o risco de saúde publica não é o mesmo?". Coisas que não se entendem... não haveria nada disto se as pessoas apanhassem o que os seus cães fazem e se os deixassem presos devidamente, já que ninguém tem de "levar" com o cão dos outros em cima. Mas a partir do momento que há quem deixe fraldas de bebés no areal das praias, acho que está tudo dito sobre o quanto as pessoas têm de evoluir...

    ResponderEliminar
  5. Bem, que episódio, o senhor assim só perdeu a razão.
    E concordo tanto contigo. Se as pessoas fossem todas como tu já estaríamos bem melhor, afinal o espaço é de todos e não somos obrigados a andar a calcar o cocó só porque as pessoas se esquecem de respeitar os outros e o espaço em que estão.

    ResponderEliminar
  6. Esta falta de civismo das pessoas faz-me cá uma urticária. Isso e a dualidade de critérios! Eu também entendo o ponto de vista do senhor do café, mas não se pode virar para quem não tem culpa. Se tem alguma coisa a apontar, faço-o a quem sabe que está a falhar com as suas obrigações.

    ResponderEliminar
  7. É verdade, há pessoas que estigmatizam todos os donos, só porque alguns (muitos, infelizmente) são porcos. Porque são porcos os donos que não apanham os cocós dos seus animais. Mas não é correto pagarem todos pela mesma medida e serem chamados à atenção, sobretudo por pessoas que não fazem a menor ideia de que um animal pode ser educado, melhor do que algumas pessoas.

    ResponderEliminar
  8. Tenho um cão que felizmente está numa propriedade boa para andar ao ar o livre. Mas já tive um pastor alemão num apartamento e saía a rua para ouvir bocas que os cães deviam era estar presos. Ridiculio, adorava saber como se sentiriam essas pessoas com uma trela ao pescoço o dia todo.

    ResponderEliminar
  9. r: Aquele livro não tem o preço mais simpático, mas pode ser que consigas encontrar em lojas de segunda mão ou grupos de facebook
    Vale mesmo a pena :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei se consegues ver, mas o babete ficou assim: https://www.facebook.com/bis.p.cruz/photos/a.1586732718243450.1073741830.1585459781704077/2022357558014295/?type=3&theater :)

      Eliminar
  10. isto é tão tão tãoooo verdade!!! vê-se com cada... poia na rua! -.-

    ResponderEliminar
  11. Pessoas sem noção vá-se lá perceber :/

    ResponderEliminar

À noite gosto de contar as estrelas que estão no céu e de ver por onde anda a Lua. E tu do que gostas?