sábado, junho 2

: [ O Inverno Russo ] de Daphne Kalotay


Sinopse: Quando Nina Revskaya, uma antiga estrela do Ballet Bolshoi, decide vender em leilão a sua famosa colecção de jóias, acredita ter por fim feito correr o pano sobre o seu passado. Em vez disso, a antiga bailarina encontra-se subjugada pelas memórias da sua terra natal e dos acontecimentos, simultaneamente gloriosos e comoventes, que mudaram o rumo da sua vida há meio século. Foi na Rússia que descobriu a magia do teatro, que se apaixonou pelo poeta Viktor Elsin, que ela e os seus amigos mais queridos - Gersh, um compositor brilhante, e a bela Vera, a sua melhor amiga - se tornaram vítimas da agressão estalinista. E foi na Rússia, que uma terrível descoberta conduziu a um acto fatal de traição - e a uma fuga engenhosa que conduziu Nina para o Ocidente, e por fim até Boston. Nina guardou os seus segredos durante metade da sua vida. Mas duas pessoas não irão deixar o passado repousar: Drew Brooks, uma curiosa e jovem assistente de uma casa leiloeira em Boston; e Grigori Solodin, um professor de russo que acredita que um único conjunto de jóias pode conter o segredo para o seu passado ambíguo. Juntos estes companheiros improváveis começam a desvendar o mistério que envolve uma carta de amor, um poema e um colar de proveniência desconhecida, colocando em acção uma série de revelações que irão alterar a vida de todos.

Opinião: Este livro arrebatou-me. Fez-me sentir alegria, tristeza, timidez, raiva, confusão. É um livro que nos leva numa autêntica montanha russa de emoções. A magia do ballet acompanha-nos ao longo de várias páginas e parecemos estar no palco com as bailarinas. Confesso que fiquei com uma vontade enorme de ver todos os bailados referidos e espero conseguir fazê-lo! As descrições estão tão bem construídas que conseguimos ver os sítios, sentimos na pele todos os sentimentos das personagens, queremos protegê-las, acarinhá-las. É uma viagem entre o passado e o presente. De um  lado um passado cheio de segredos, que retrata uma rússia onde a liberdade artística era algo que parcamente existia. Uma rússia que condicionava os seus habitantes; Que procurava, sem parar, inimigos do estado. Por outro lado, um presente onde as vidas de três pessoas se irão ligar intimamente, revelando o que nunca imaginámos. Perto do fim fiquei tão enraivecida com duas das personagens que quase deixei o livro, juro. Felizmente continuei-o e acabei por ler mais uma reviravolta. Aliás, bastantes reviravoltas. Terminei o livro com o coração cheio, de tão bem escrito que está. Nunca tinha lido nada da autora mas conquistou-me. 

Se quiserem ler as primeiras páginas do livro carreguem aqui!

Não sei se existe ou não - não consegui encontrar informações sobre isso - mas este livro merecia uma adaptação cinematográfica!

4 comentários:

  1. Parece ser muito interessante!
    Beijinho, Ana Rita*
    BLOG: https://hannamargherita.blogspot.com/ || INSTAGRAM: @rititipi || FACEBOOK: https://www.facebook.com/margheritablog/

    ResponderEliminar
  2. Fiquei super curiosa! Gosto imenso de conhecer mais um bocadinho de história e adoro ballet.
    Quando disseste que tinha imensas reviravoltas fui logo escrever o nome do livro na minha lista.
    Obrigada pela sugestão :)
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  3. Já me conquistou! Confesso que nunca tinha ouvido falar, mas a tua opinião e a sinopse já me deixaram alerta e cheia de vontade de me perder nesta história. Acho que tem tudo aquilo que eu gosto num livro

    r: É tão bom *-*

    ResponderEliminar

À noite gosto de contar as estrelas que estão no céu e de ver por onde anda a Lua. E tu do que gostas?