terça-feira, julho 17

: As semelhanças entre os cães e as crianças.


Ai, que acabei de cometer uma heresia. Neste momento, só de lerem o título, já se levantaram movimentos para me proibir de ser educadora. Como ousei comparar pessoas e animais? "Lá está ela a dar demasiada importância ao cão", pensam alguns. Antes de me apredejarem atentem bem ao que vos trago e tirem as vossas conclusões!



Tanto os cães como as crianças precisam de muita atenção. E normalmente é sempre naqueles momentos em que começámos a fazer algo super importante ou quando estamos a fazer algo que nos apetecia muito. O meu cão é perito em subir para cima de mim mal pego num livro, por exemplo. 

Sofrem com o nascimento dos dentes. Sim, um cão também sofre com isto. Daí eles roerem muitas coisas quando são pequenos. Ao meu dava um brinquedo de bebé que punha no congelador. Dava para ver o alívio dele com o fresco nas gengivas. 

Testam os nossos limites. Tanto crianças como cães vão testar os limites de quem os rodeia e sabem bem o que podem fazer com cada pessoa. Um não na altura certa é o melhor aliado! 

Tiram-nos do sério. Há dias que não são fáceis. Não é tudo giro, não é tudo arco-íris. Há dias em que me apetece pôr o Floki a dormir na rua (se bem que acho que não se ia importar). Mas depois o amor fala mais alto e basta um mimo para ficar tudo bem. 

Fazem birras. Acreditem, eu não sabia que um cão fazia birras. Mas faz. Porque não quer ir à rua quando vê chuva. Porque não quer vir da rua. Porque não quer que os donos se abracem. Porque está a lutar contra o sono. Ou então se calhar é só o meu cão que veio com o chip avariado! 

Precisam de cuidados 24h. Dependem de nós para comer. Para darmos um colo sempre que sentem necessidade. Para nos certificarmos de que estão saudáveis. Para tudo o que for necessário. Somos as pessoas mais importantes das suas vidas. 

Tornam o nosso sono diferente. Nunca mais o dormir será despreocupado. Seja porque estão doentes e estamos alerta. Seja porque acordam cedo e já não querem dormir mais. Nas férias houve dias em que o Floki nos acordou antes das 7h e já não dormiu mais!! Nós bem queríamos dormir mas ele não parava de resmungar. O que vale é que lhe dá poucas vezes essa pancada. 

Passam pelo "desfralde". Ainda que de formas diferentes acaba por ser semelhante. Às crianças tiramos a fralda. Aos cães ensinamos a fazer as necessidades na rua. Tanto um como o outro envolve a esfregona sempre à mão e os tapetes muitas vezes na máquina de lavar! 

Têm boletim de vacinas. E, tanto um como o outro, convém ser cumprido. Pela saúde pública e pela saúde individual!

Compramos 1001 brinquedos. Eu ainda não sou mãe mas já me desgraço na área dos brinquedos. São é para cães. Uma diferença muito ténue! Não quero imaginar o futuro. 

Roubam o nosso coração. Juntos então são uma combinação bombástica. São os seres mais puros e dão amor sem esperar nada em troca. Melhoram o nosso dia. 

Da próxima vez que me disserem que um cão não é como um filho apresento a conta do pedia... Veterinário! Ups!

12 comentários:

  1. Claro que há coisas em comum ;) e com os adultos também!

    ResponderEliminar
  2. As pessoas ficam muito ofendidas com estas comparações, mas se parassem para pensar antes de protestarem iam perceber que há fundamento para as mesmas!
    Como sabes, não tenho um cão, mas dois gatos e consegui reconhece-los em vários pontos desta lista :p

    ResponderEliminar
  3. Os gastos que tens com um cão não é suficiente para vê-lo como um filho :) obviamente que não é isso que te faz ver o Floki como parte da família :P eu, francamente, não teria paciência para fazer tudo isso com um cão. Já tive um muitos anos, mas muita coisa era tratada pelos meus pais, já que mo ofereceram quando eu tinha 9 anos. E, felizmente, "desfralde" nunca foi problema, porque ele ficava sempre no quintal :) gostava de perceber o que sentem as pessoas como tu, até tenho algumas bem próximas que sentem o mesmo em relação aos cães, mas realmente não consigo. Mesmo tendo tido um cão durante 17 anos.

    ResponderEliminar
  4. Awww este post é simplesmente amoroso, adorei!
    https://opequenogirassol.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. Concordo com este post em todos os sentidos :D

    ResponderEliminar
  6. Fazer a comparação entre um cão e algumas crianças, só pode ser uma heresia do ponto de vista do cão.
    Andam aí "meninos" que só são comparáveis a cães que tenham um atraso mental profundo. eheheheheheheh

    ResponderEliminar
  7. É tão verdade. Não poderia não concordar mais! Tem dias em que os nossos patudos parecem autênticos bebés :p
    Por isso, quando se tem um, é preciso sermos responsáveis e dar-lhe o que eles merecem!

    ResponderEliminar
  8. Quando li o título pensei bem afinal não sou a única com esse pensamento :) E que há pessoas que me julgam.
    Este post mostra como realmente eles são como as crianças, concordo contigo.
    Essa última frase... top :D

    ResponderEliminar
  9. Já a mim, o título não me faz comichão nenhuma! Nãao tenho um cão, mas sei ver e perceber que o que dizes faz todo o sentido. É por isso que é preciso ponderar muito bem antes de ir "buscar" um! Parabéns pela forma que abordaste o assunto.

    ResponderEliminar
  10. Ora nem mais, são autenticas crianças :)

    ResponderEliminar
  11. Espero que estejas bem, já tinha saudades de passar por aqui!!!

    ResponderEliminar

À noite gosto de contar as estrelas que estão no céu e de ver por onde anda a Lua. E tu do que gostas?